A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

18/08/2009 17:50

Maria Aparecida Pedrossian quer unidade permanente da PM

Redação

Moradores do bairro Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande, reivindicam um posto policial permanente para a região, que vem sofrendo constantes assaltos, segundo relatos de quem mora no local.

O presidente da associação do bairro, Jânio Batista de Macedo, reclama que unidade policial mais próxima fica nas Moreninhas, distante da área.

"Tem uma necessidade grande de uma unidade policial permanente, porque a região leste está crescendo muito", aponta.

Jânio argumenta que a construção de conjuntos habitacionais na área, como o residencial Oiti, com 653 casas já entregues, aumentou a necessidade de policiamento.

Atualmente, a região conta apenas com rondas de viaturas da PM (Polícia Militar), feitas principalmente nos horários de entrada e saída de alunos das escolas.

Para o representante, apesar de ter 'amenizado' a violência, somente as rondas não são suficientes para garantir a segurança dos moradores.

Tentativa - Jânio aponta a tentativa de assalto ocorrida na tarde de ontem (17) no bairro como exemplo da insegurança. Na ocasião, três adolescentes tentaram assaltar um cyber na rua Alencariense Alves, no Maria Aparecida Pedrossian, usando uma espingarda de pressão.

O atendente do estabelecimento, Jeferson Alves, de 20 anos, conta que eles ficaram em frente ao prédio por cerca de 20 minutos. Quando ele foi ver o que estavam fazendo, os garotos anunciaram o assalto.

Entretanto, Jeferson notou que a arma usada era de brinquedo e reagiu à ação. "Eu puxei a arma e eles saíram correndo", conta.

A PM foi acionada e uma viatura fez rondas, mas não localizou o trio. A bicicleta de um deles ficou em frente ao cyber, e foi apreendida pela Polícia junto com a espingarda de pressão.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions