A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/12/2012 17:19

MEC suspende 207 cursos; listagem sai nesta quarta

Gabriel Neris

O MEC (Ministério da Educação) anunciou nesta terça-feira (18) a suspensão de 207 cursos de instituições de ensino superior do Brasil inteiro, nas áreas de engenharia, exatas, tecnologia e licenciatura. A lista completa dos cursos será divulgada somente amanhã no Diário Oficial da União.

Os cursos tiveram notas 1 ou 2, numa escala até 5, e foram reprovados duas vezes consecutivas no CPC (Conceito Preliminar de Cursos), divulgado todo ano pelo MEC, que leva em consideração os resultados do Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes), a qualidade da infraestrutura, do projeto pedagógico e dos professores.

Em Mato Grosso do Sul, de 32 instituições de ensino superior apenas três alcançaram o melhor resultado na avaliação do MEC em 2011. O IGC foi obtido pela UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e Finav (Faculdade Integrada de Naviraí).

De acordo com o MEC, de 6.083 cursos avaliados da rede federal e privada, 672 tiveram desempenho insatisfatório no CPC em 2011, sendo 124 de instituições federais e 548 de particulares.

As instituições com cursos que tiveram baixo desempenho, o MEC impôs a assinatura de um termo de compromisso para extinguir as deficiências, com visitas in loco de especialistas para conferir o cumprimento do acordo e o bloqueio da oferta de mais vagas nos vestibulares.

O MEC anunciou a restrição para o ingresso de estudantes em 185 instituições de ensino superior com baixo desempenho. Elas terão as vagas dos vestibulares congeladas. A pasta levou em consideração o IGC (Índice Geral de Cursos) de 2011, que avaliou 1.772 instituições. São consideradas apenas as universidades particulares e federais.

As instituições também deixam de participar do ProUni (Programa Universidade para Todoso) e do Fies (Programa de Financiamento Estudantil), já que é exigido conceito acima de três. Ao todo, 238.323 alunos estão matriculados em instituições com baixo rendimento em todo o Brasil.

O ministro Aloízio Mercandante disse que as instituições que não cumprirem as medidas determinadas pelo MEC poderão ser fechadas em um ano. As instituições que não concordarem com a qualificação recebida pelo MEC podem recorrer ao CNE (Conselho Nacional de Educação). (Com informações da Agência Brasil)



duvido muito que as universidades federais e estaduais um dia tirarão notas baixas, assim como o mensalão virou pizza, o enem adulterado, sera que não vaza imformação sobre o provão, quem sabe; pois cota só existiu no começo, agora até loiro de olhos azuis pega vaga nas cotas, prouni e fies é para filho de prefeito dono de posto gasolina ou seja para quem tem dinheirokkk. quem tem dinheiro faz uf quem não tem faz particular via net.
 
joão paulo em 18/12/2012 22:29:22
Parabéns ao MEC, isso já deveria estar acontecendo muito antes do ensino brasileiro chegar ao nível tão baixo quanto se encontra. Sou pai de alunos universitários e não é o meu caso, mas sei o quanto dói ver uma nota tão baixa na instituição que o filho estuda.
Senhor Ministro, feche mais cursos, principalmente aqueles que comprovadamente só visam o lucro financeiro. Dessas instituições é que saem os péssimos professores que criam a bola de neve que mata todas as expectativas de melhorias da educação.
Sugiro exigir uma prova, tipo a da OAB, para um professor assumir um cargo.
Mais uma vez parabéns, siga em frente. A educação de qualidade agradece.
 
Marinelson Ramalho em 18/12/2012 19:02:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions