A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

27/08/2015 23:52

Médica teve doença rara na gravidez e precisa de sangue tipo B+

Raiza Calixto
Beatriz precisa com urgência de doações de sangue B+.(Foto:Arquivo Pessoal)Beatriz precisa com urgência de doações de sangue B+.(Foto:Arquivo Pessoal)

Na terça-feira passada (18), a médica anestesista Beatriz Maegauwa Oliveira, 35 anos, deu a luz ao primeiro filho. Porém, durante a gestação, ela teve eclampsia (doença rara que provoca convulsões durante a gestação) e desde o parto tem tido hemorragia. Ela está internada na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do Hospital da Unimed. Devido a hemorragia, a mulher precisa de doações de sangue tipo B+.

Por conta da gravidade do estado de saúde da esposa, o psiquiatra Benedito Oliveira Neto, iniciou a campanha de doação de sangue nas redes sociais na manhã de hoje (27). Conforme uma amiga da família, Mariluce Anbar Cury, a iniciativa já mobilizou várias pessoas. “É incrível como só percebemos o poder da internet quanto nos deparamos com uma situação dessas. Diariamente vemos acidentes e notícias ruins nas redes sociais, dessa vez foi o oposto, já aconteceram vários compartilhamentos sobre a campanha, e várias pessoas já fizeram suas doações”, contou a apoiadora da causa. 

Apesar da campanha ter sido bastante divulgada, as doações precisam continuar. O ideal para Beatriz é o sangue tipo B+, porém, ela precisa de fatores de coagulação para que seu sistema de coagulação seja restaurado. Plasma fresco congelado e crioprecipitado são subprodutos do sangue que podem ser utilizados mesmo em tipos sanguíneos diferentes do receptor, como é o caso de médica.

As doações podem ser feitas na Santa Casa de Campo Grande, no Hemosul e no Hospital Regional,em nome de Beatriz Maegauwa Oliveira. Para ser um doador é necessário, estar munido de documento oficial com foto, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 55 kg, e não ser portador de doenças hematológicas, cardíacas, renais, pulmonares, hepáticas, autoimunes, diabetes, hipertireoidismo, hanseníase, tuberculose, câncer, sangramentos anormais, convulsões, ou portadores de doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue como Doença de Chagas, Hepatite, AIDS e Sífilis. Outra recomendação é estar devidamente alimentado para realizar a doação.

Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions