A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Janeiro de 2019

01/10/2010 13:48

Médico é preso após agredir mulher e ameaçar policiais

Redação

Um médico anestesista de 59 anos foi preso depois de agredir a esposa de 31 anos. Na delegacia, ele ameaçou policiais dizendo que os mataria se eles precisassem de atendimento hospitalar. O caso ocorreu na noite de terça-feira (28) no bairro Monte Líbano, em Campo Grande.

Conforme o boletim de ocorrência registrado sobre o caso, a Polícia foi acionada para ir à casa da família na rua Carlos Gomes, por conta das ameaças que o médico fazia contra a mulher e à enteada dele.

Os problemas do casal começaram quando a mulher chegou em casa e o marido embriagado começou a xingá-la.

Ele foi preso na mesma noite e diante dos policiais foi para cima da mulher tentando agredi-la.

Depois de ser impedido, ele desacatou os policiais militares e foi levado para o Cepol, onde novamente desacatou policiais, desta vez civis.

Conforme o registro, o médico anestesista disse que mataria os policiais se eles precisassem de atendimento médico.

Preso ele continuou a confusão e danificou a cela, e terá que responder por dano ao patrimônio. Ele foi solto apenas na tarde do dia seguinte mediante pagamento de R$ 7 mil em fiança.

A Polícia Civil informou que irá comunicar o caso ao CRM (Conselho Regional de Medicina) por conta das ameaças do anestesista de que mataria policiais durante procedimentos médicos.

O nome dele foi preservado para não expor a mulher agredida e a enteada.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions