A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

21/09/2010 17:07

Ministério Público investiga membro envolvido no Uragano

Redação

Em nota divulgada hoje à imprensa, o Ministério Público Estadual admite pela primeira vez que investiga o envolvimento de membros da instituição em crimes que desencadearam a operação Uragano, que revelou esquema de corrupção em Dourados,

Em nome do atual procurador-geral de Justiça, Paulo Alberto de Oliveira, o documento do MPE garante que foram tomadas providências necessárias "para rigorosa apuração dos fatos".

Em gravações entregues pelo ex-secretário de Governo de Dourados, Eleandro Passaia, à Polícia Federal, é citado o nome do ex-procurador geral do Ministério Público, Miguel Vieira, como um dos que receberam dinheiro para livrar Ari Artuzi de denúncias.

Segundo o MPE foram encaminhados todos os "documentos, CDs e DVDs decorrentes do monitoramento e captação ambiental de áudio e vídeo, todos devidamente autorizados pela Justiça e realizados pela Polícia Federal, para o Procurador-Geral da República, em razão da prerrogativa de foro de algumas das autoridades citadas" e imediatamente o mesmo material foi entregue à Corregedoria-Geral do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul".

As denuncias provocaram a instauração de procedimento para apuração disciplinar de eventual irregularidade praticada "por membro do Ministério Público" resume o MPE.

"O Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, reafirma seu compromisso com a sociedade, buscando uma célere e eficaz apuração dos graves fatos veiculados, no intuito de cumprir sua missão constitucional", finaliza a nota a imprensa.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions