ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  19    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

Morador de rua no Piauí diz ser de Campo Grande e procura família

Por Amanda Bogo | 18/01/2017 15:57
Antônio afirma que está há trinta anos no Piauí e não consegue voltar para Campo Grande (Foto: Edenilton Pacheco)
Antônio afirma que está há trinta anos no Piauí e não consegue voltar para Campo Grande (Foto: Edenilton Pacheco)

Parece história de novela. A passeio em Parnaguá (PI), cidade 830 km distante de Teresina, o empresário Edenilton Pacheco, 31 anos, encontrou o morador de rua Antônio Luiz Neto. Conversando com ele, o homem disse que é de Campo Grande e está há 30 anos na cidade vivendo em situações precárias porque não consegue voltar para Mato Grosso do Sul. Tudo que ele quer, diz, é reencontrar a família.

Edenilton mora em Brasília (DF), mas nasceu na cidade interiorana do Piauí e já tinha visto o morador de rua várias vezes durante suas viagens. No início deste mês, resolveu conversar com ele para conhecer mais sobre a história do homem.

“Decidi perguntar porque sempre via ele, saber se ele não teve oportunidade. Foi quando me contou que veio há 30 anos procurar emprego e não conseguiu encontrar nada. Aí acabou morando na rua, comendo pouco, bebendo muito”, disse.

Segundo empresário, Antônio foi procurar emprego e não conseguiu mais voltar à Campo Grande (Foto: Edenilton Pacheco)
Segundo empresário, Antônio foi procurar emprego e não conseguiu mais voltar à Campo Grande (Foto: Edenilton Pacheco)

Antônio não precisou nomes, mas disse que tem irmão, pai e mãe em Campo Grande. “Pedi para minha irmã encontrar ele e gravar um vídeo onde ele conta a história. Mas, enquanto isso não é feito, decidimos ajudar a encontrar a família”, explica o empresário sobre a decisão de contar o que descobriu ao Campo Grande News.

Conforme Edenilton, Antônio costuma ficar em frente ao prédio da prefeitura e em um supermercado chamado Barateiro. “Não tem um telefone exato. Mas a cidade é pequena, tem nove mil habitantes, ele é conhecido por todo mundo”, afirmou.

Familiares que estiverem em busca de Antônio, ou pessoas que conheçam o homem, podem entrar em contato com Edenilton pelo telefone (61) 99838-3881.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário