A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

06/09/2010 08:45

MP quer afastamento de vereadores que recebiam propina

Redação

O MPE (Ministério Público Estadual) vai pedir afastamento dos vereadores de Dourados envolvidos no esquema de pagamento de propina denunciado na Operação Uragano (furacão em italiano), realizada pela PF (Polícia Federal) na última quarta-feira.

De acordo com o promotor Paulo César Zeni, estão sendo preparadas diversas denúncias, que serão apresentadas à justiça após o feriado. Dentre as ações, está o pedido de afastamento dos vereadores. Desta forma, caso o pedido seja aceito, os suplentes assumirão os cargos.

Em Dourados, nove dos 12 vereadores foram presos. Ao todo, 11 devem responder por participação no esquema de recebimento de propina. A PF prendeu os vereadores Sidlei Alves (DEM), presidente da Câmara, Aurélio Bonatto (PDT), Edvaldo Moreira (PDT), Humberto Teixeira Júnior (PDT), José Carlos Cimatti (PSB), Zezinho da Farmácia (PSDB), Júlio Artuzi (PRB), Marcelo Barros (DEM) e Paulo Henrique Bambu (DEM). Já os vereadores Gino Ferreira (DEM) e Dirceu Longhi (PT) foram indiciados. Apenas a vereadora Délia Razuk (PMDB) não foi citada no esquema.

A pedido do MPE, a justiça decretou prisão preventiva dos vereadores Sidlei Alves, Edvaldo Moreira e Humberto Teixeira. Os demais parlamentares foram soltos.

Expectativa

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions