A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

23/07/2010 14:55

MPE arquiva investigação sobre cantinas em presídios

Redação

O Ministério Público Estadual resolveu arquivar a investigação sobre a exploração de cantinas dentro dos presídios de Mato Grosso do Sul.

Em 2009, a 23ª Promotoria de Justiça Criminal de Campo Grande abriu procedimento preliminar contra a Agepen (Agência do Sistema Penitenciário) depois de denúncias de irregularidades no funcionamento de cantinas nos estabelecimentos, mas o Conselho Superior do MPE decidiu, por unanimidade, pelo arquivamento do caso.

A medida foi tomada por considerar que não existe indícios sobre a exploração irregular.

Há 2 anos agentes penitenciários denunciam que a venda de produtos nesses locais financia facções dentro dos presídios.

As primeiras denúncias surgiram na Colônia Penal Agrícola, por conta de visita da CPI do Sistema Carcerário.

Mais recentemente, mesma realidade foi verificada em pente-fino no Presídio do Segurança Máxima. Em maio, foram encontrados grandes estoques de produtos dentro de celas, que eram comercializados pelos presos.

Outro levantamento feito pelo CNJ (Conselho Nacional Justiça) durante o mutirão carcerário neste ano, também apontou que o comércio dentro das instituições financiam crimes da facção criminosa fora das penitenciarias.

Já a secretaria de Segurança Pública justificou que a venda regular em cantinas criadas nas unidades penais é o que paga despesas como combustível de veículos oficiais.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions