A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

14/10/2010 08:23

MPF quer que justiça multe Anhanguera em R$ 6,8 milhões

Redação

O MPF/SP (Ministério Público Federal de São Paulo) pede na justiça que a Anhanguera Educacional S/A pague multa de R$ 6,8 milhões por descumprir liminar de uma ação civil pública, onde o grupo educacional é investigado por propaganda enganosa.

A liminar, concedida pela 15ª Vara Federal Cível de São Paulo, proibiu a publicidade ou informação que associe o grupo econômico ao qual pertence a Anhanguera a uma série de instituições que apresentavam como mantenedoras perante ao MEC (Ministério da Educação) outras entidades.

A situação ocorre em relação a seis unidades da Anhanguera, localizadas em Goiás, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Conforme a denúncia, a Anhanguera apresenta-se em seu site como entidade mantenedora da Faculdade Anhanguera de Ponta Porã (FIP) e da Faculdade Anhanguera de Joinville, em contradição ao MEC.

No caso de Ponta Porã, a entidade mantenedora é o Centro de Ensino Superior de Campo Grande Ltda.

De acordo com o MPF/SP, a instituição desrespeita outro item da liminar concedida pela Justiça Federal.

O órgão constatou a existência de inúmeras referências à "Faculdade Interativa Anhanguera de Pindamonhangaba", que não existe de fato e trata-se somente de um pólo presencial de outra instituição de ensino, a Uniderp (Mato Grosso do Sul), de ensino à distância, o que induz o consumidor ao erro.

Conforme o site do jornal o Estado de São Paulo, a Anhanguera Educacional enviou nota informando que não foi notificada oficialmente sobre qualquer pedido do MPF e aguarda abertura de vistas do processo para se manifestar.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions