A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018

09/08/2018 12:28

MPF vai ter acesso a dados de sistema que registra crimes no Estado

Termo entre a Procuradoria da República e Sejusp permite acesso ao Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional)

Mayara Bueno
Fachada da sede do MPF-MS, localizada na avenida Afonso Pena, em Campo Grande.(Foto: Paulo Francis).Fachada da sede do MPF-MS, localizada na avenida Afonso Pena, em Campo Grande.(Foto: Paulo Francis).

O MPF (Ministério Público Federal) poderá acessar informações do Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional) - plataforma que reúne todos os órgãos de segurança pública, desde a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Trânsito até Agência Penitenciária, Defesa Civil, Guarda Municipal e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Segundo o Diário Oficial de Mato Grosso do Sul desta quinta-feira (dia 9), a Procuradoria da República no Estado assinou termo com a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) para obter acesso às informações do sistema.

Não foram especificados os motivos, mas, em linhas gerais, o acesso poderá servir para obtenção de informações que ajudam inquéritos e ações tocados pelo Ministério Público Federal.

A vigência do convênio é de dois anos, contados a partir de 31 de julho deste ano. Assinam o termo o secretário de Segurança, Antônio Carlos Videira e o procurador-chefe do MPF, o procurador Emerson Kalif Siqueira.

Sigo -  A plataforma permite o acompanhamento das áreas da cidade onde estão sendo registrados os maiores números de ocorrência, o tempo médio de atendimento nas delegacias e  quais são os tipos de casos que estão em andamento. Com a tecnologia, também é possível acompanhar a quantidade de carros roubados que estão na chamada "situação de busca" e até mesmo o desempenho dos policiais pode ser analisado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions