A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

20/12/2013 16:03

MS é segundo com maior taxa de divórcio e 6º no ranking de casamentos

Aline dos Santos
Sonho de criança fez Aline investir em casamento no papel e religioso. (Foto: Arquivo Pessoal)Sonho de criança fez Aline investir em casamento no papel e religioso. (Foto: Arquivo Pessoal)

Casar, divorciar e registrar todas as mudanças da vida sentimental no papel faz parte da rotina do sul-mato-grossense. No ranking nacional, Mato Grosso do Sul tem a segunda maior taxa de divórcio e, também, no outro extremo, a sexta maior taxa de nupcialidade. Os dados são das Estatísticas do Registro Civil 2012, divulgadas hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

“A população do nosso Estado tem o hábito de legalizar as coisas que acontecem. Casa, registra. Separa, registra. Não significa somente que ‘gostam’ de se separar, mas costumam legalizar”, analisa a chefe do setor de informações do IBGE, Isabel de Paula Costa.

A taxa de nupcialidade legal em 2012 foi de 7,5% Mato Grosso do Sul. Em 2008, a mesma taxa era de 6,8%. O casamento com direito a papel e festa era o sonho da advogada Aline Dietrich Ramos, de 26 anos.

O enlace foi concretizado no dia 12 de outubro do ano passado. “Era um sonho de criança. Casamento na igreja, com tudo que tinha direito”, conta. O investimento foi alto: R$ 25 mil. “Gastei muito, mas vale à pena. É só uma vez na vida”, afirma. No ano passado, foram 14.201 casamentos no Estado. 

No Brasil, a maior taxa de nupcialidade foi registrada em Rondônia (10,3%). Já a última colocação ficou com o Rio Grande do Sul (4,6%).

Vice-líder – No ano passado, o Estado voltou a ser o segundo colocado no ranking nacional de divórcio. A taxa de 4% é compartilhada com Rondônia. O primeiro lugar coube ao Distrito Federal, com resultado de 4,4%. Os três Estados ficam bem acima da taxa no Brasil, que é de 2,5%.

Conforme o levantamento, o número de divórcios em Mato Grosso do Sul foi de 6.010. Desde 2008, o Estado oscila entre a quarta e segunda colocação no ranking dos divórcios.

As Estatísticas do Registro Civil são publicadas desde 1974. O estudo é resultado da coleta das informações prestadas pelos Cartórios de Registro Civil, Varas de Família e Tabelionatos de Notas.

Cai número de mães com menos de 15 anos em MS, diz IBGE
Dados do Registro Civil, levantados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e divulgados nesta sexta-feira (20), revelam que o nú...
Sul-mato-grossense nasce com esperança de vida de 74,4 anos, aponta IBGE
Números divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), nesta sexta-feira (29), apontam que, no ano passado, a esperança de v...
IBGE prevê safra agrícola de 2014 menor que a deste ano
O Brasil deve produzir no próximo ano 184,2 milhões de toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas. O montante é 1,4% menor do que o obtido na sa...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions