A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

02/06/2009 10:28

Mulher que viu espancamento de Dudu será testemunha

Redação

Maria de Fátima Leandro, conhecida como Marlene, que presenciou o espancamento do menino Luiz Eduardo Gonçalves, o Dudu, será testemunha de acusação no processo sobre o assassinato da criança.

Conforme o promotor Renzo Siufi, responsável pelo caso, Marlene poderia ser denunciada somente por falso testemunho, contudo, legalmente, ela tinha o prazo até a sentença para dar um depoimento verdadeiro, o que afasta o crime.

O promotor lembra que Marlene confessou que seu primeiro depoimento foi inverídico. "Segundo ela, por medo dos réus". Entretanto, ela se retratou e contou a verdade. Conforme o promotor, o MPE aguarda a manifestação da defesa para que o juiz marque a primeira audiência.

Marlene é a principal testemunha do assassinato de Dudu porque viu o garoto sendo espancado até a morte. Apesar de não evitar a morte dele, no início das investigações Marlene mentiu à Polícia Civil sobre o desaparecimento, dizendo ter visto o garoto vivo depois de seu sumiço.

Vizinha e amiga da mãe de Dudu, Elaine Gonçalves, Marlene só contou o que sabia depois da prisão do ex-padrasto do menino, José Aparecido da Silva Bispo, o Cido, e de Holly Lee de Souza, de 22 anos, e outros três adolescentes, acusados de participação no crime. Ela também chegou a ser presa.

O assassinato de Dudu foi esclarecido após um ano e quatro meses. Conforme a polícia, a morte foi planejada por Cido, que nega o crime. Inconformado com o rompimento de um relacionamento com a mãe do menino, ele "queria vê-la sofrer".

Menores

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions