A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/01/2008 17:08

Mulheres serão alvo de campanha contra Aids no carnaval

Redação

A campanha de prevenção à aids para o carnaval 2008 tem foco na população jovem, especialmente as mulheres. O slogan é "Bom de cama é quem usa camisinha". Este ano, a ação traz uma novidade: 100 mil tatuagens temporárias, com a inscrição "Tenho atitude. Uso camisinha". Também serão distribuídas 100 mil bandanas, com a mesma frase.

A campanha é composta também por um filme de 30 segundos e por três spots de rádio nos ritmos do samba, frevo e axé, que serão veiculados de hoje até 5 de fevereiro. Foram produzidos, ainda, 3,5 milhões de folders de prevenção e 700 mil cartazes auto-adesivos para serem fixados em banheiros de bares e restaurantes das cidades com maior fluxo de pessoas durante o carnaval. Para o envio dos cartazes, o Ministério da Saúde firmou parceria com a empresa Coca Cola, que utilizará sua logística de distribuição em todo o Brasil.

Para reforçar as ações de prevenção, o Ministério da Saúde distribuiu 19,5 milhões de preservativos para estados e municípios. No site www.aids.gov.br/carnaval, estão publicadas as notícias sobre as ações de prevenção durante o carnaval em todo o Brasil.

Preservativo - Como foco nos jovens, as peças da campanha reforçam a estratégia da campanha do Dia Mundial de Luta contra a Aids de 2007, estimulando a mulher jovem a exigir o uso do preservativo em todas as suas relações sexuais. No filme, um casal de foliões foge da festa e começa a se beijar na rua. Quando o clima esquenta, a garota pergunta se o rapaz tem camisinha. Ele diz que não tem e ela fala que não vai rolar. Na mesma hora, surge uma banda de fanfarra e um dos músicos oferece o preservativo para o casal.

A cena insólita é cortada pela cantora Negra Li, que chama para a realidade e lembra que é preciso usar camisinha. Ela finaliza o filme perguntando "Qual a sua atitude na luta contra a aids?". O alerta de Negra Li foi feito nos filmes publicitários da campanha do Dia Mundial de Luta contra a Aids de 2007. No site www.qualsuaatitude.com.br, há m jogo virtual com perguntas e respostas sobre doenças sexualmente transmissíveis e aids, conduzido por Negra Li. Quem erra a resposta, pode tirar as dúvidas em vídeos com o Doutor Pinto, quadro que tem como responsável o médico Valdir Pinto, do Programa Nacional de DST e Aids.

As mulheres jovens foram escolhidas como público-alvo da campanha de carnaval porque a aids afeta mais o sexo feminino entre 13 e 19 anos: para cada 6 meninos com aids, há 10 meninas. Considerando todas as faixas etárias, para cada 15 homens com aids, há 10 mulheres.

Além disso, de acordo com pesquisas de comportamento sexual do Ministério da Saúde, pessoas entre 15 e 24 anos têm mais parceiros eventuais do que indivíduos de outras faixas etárias. Dados do Ministério também indicam que 87% dos homens de 16 a 19 anos usam camisinha nas relações sexuais eventuais, mas só 42% das mulheres usam preservativo com nesse tipo de relação.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions