ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  29    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Municípios recebem motoniveladoras e André promete mais para este ano

Por Nadyenka Castro e Mariana Lopes | 10/05/2013 13:59
André prometeu mais máquinas para os municípios. (Foto: Marcos Ermínio)
André prometeu mais máquinas para os municípios. (Foto: Marcos Ermínio)
Motoniveladoras foram entregues nesta manhã. (Foto: Marcos Ermínio)
Motoniveladoras foram entregues nesta manhã. (Foto: Marcos Ermínio)

Quarenta e cinco municípios receberam nesta sexta-feira motoniveladoras para serem utilizadas na manutenção de vias, principalmente as rurais. As máquinas foram adquiridas pelo governo do Estado e da União, com emendas de senadores. Prefeitos comemoram o ‘presente’ e o governador André Puccinelli (PMDB) prometeu mais equipamentos ainda para este ano.

A solenidade de entrega das 45 máquinas foi realizada nesta manhã, no Jóquei Clube, em Campo Grande. De acordo com o governador, as motoniveladoras custaram R$ 20.670 milhões. Deste total, R$ 6,120 milhões, foram contrapartida do Estado e o restante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

André ressaltou que emendas dos senadores Delcídio do Amaral (PT) e Waldemir Moka (PMDB) foram fundamentais para a conquista e por isto os convidou, assim como toda a bancada federal, para o evento.

Ele explicou que a entrega de máquinas é feita seguindo normas. “Nós temos por hábito entregar por critérios técnicos” e prometeu dar mais maquinário para as cidades até o fim do ano e também até o final do mandato dele, em 2014. “O Ministério do Desenvolvimento Agrário se propôs a entregar mais máquinas, mas, se isso não acontecer, o governo [do Estado], com recursos próprios, fará aquisição e entrega ainda este ano”.

Conforme o chefe do Executivo, até 2014 municípios de Mato Grosso do Sul irão receber mais uma patrola, uma pá-carregadeira e dois caminhões truck. As ações, conforme Puccinelli, integra o mandato em prol da municipalização. “Olho com olhos de pai para os municípios”.

Eles comemoram – Prefeito de Paranhos, distante 469 quilômetros de Campo Grande, Júlio Cesar de Souza disse que o município tem 252 quilômetros de estradas vicinais, cinco assentamentos e cinco aldeias indígenas e para manutenção dessa área, apenas duas patrolas em estado crítico.

“A nova vai atender nossa demanda e melhorar a situação para o produtor rural e para o indígena”, disse Júlio. Para levar a motoniveladora, que custa em torno de R$ 630 mil, para Paranhos, que fica na fronteira com o Paraguai, Júlio alugou por R$ 4,8 mil uma carreta.

Para Aluizio São José (PSB), que comanda a prefeitura de Coxim, distante 260 quilômetros da Capital, a motoniveladora vai “colaborar com a manutenção das estradas, incentivar os produtores a melhorar a área plantada e poderá ser utilizada também na manutenção das vias urbanas”.

Conforme o prefeito, o município tem mais de mil quilômetros de estradas rurais, grande parte das vias urbanas não são pavimentadas e a principal economia é a pecuária.

O governador explicou que as máquinas já estavam com o Estado desde o ano passado, mas, preferiu entregar agora para que os prefeitos eleitos recebessem. Durante este período, os veículos receberam manutenção e pessoal foi treinado para manusea-los.

Na vez de entregar ao município de Jardim, o cerimonialista do evento chamou a vereadora Cláudia Wanessa Barbosa (PMDB) e o prefeito de Jardim, Marcelo Henrique de Melo (PDT), se referindo a ele como "ex-prefeito", por ele estar sendo cassado e por isso afastado da administração da cidade.

No mesmo instante, o governador corrigiu o cerimonialista, dizendo que ele ainda é o prefeito. Em sua própria defesa, Marcelo disse que não tem provas materiais contra ele, apenas testemunhais e que ainda cabe recurso. "Não fui condenado", alega. "Me sinto prefeito ainda, e tenho o direito de continuar lutando pelos votos que me colocaram na Prefeitura", diz Marcelo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário