A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/09/2009 11:02

No 3º dia de greve, correntistas mostram indignação

Redação

No terceiro dia de greve dos bancários, correntistas já mostram nervosismo e indignação diante da impotência e dificuldade para cumprir com os compromissos.

Segundo o Sindicato dos Bancários de Campo Grande, na Capital 50 agências estão fechadas. Há unidades, porém, que estão atendendo como, por exemplo, o HSBC do Shopping.

"Há bancos funcionando na Júlio de Castilhos e na Eduardo Elias Zahran, por exemplo. Menos os bancos da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil", disse o presidente do sindicato, José Clementino Pereira.

A aposentada Paulina Coelho, 59 anos, comprou uma casa e desde sexta-feira tenta fazer retirada de dinheiro para pagar o vendedor na Caixa Econômica Federal da 13 de maio com a Marechal Rondon.

"A gente é doente, tem problema de saúde e tem que ficar correndo de um lado para outro para poder pagar as contas. Ainda bem que o dono da casa está sendo compreensivo, se não teria que pagar juro", disse. A aposentada, disse que entende a reivindicação dos bancários, mas reclama que a greve traz prejuízo.

O correntista Jair Vicente Alves, de 48 anos, disse que desde a semana passada está tentando retirar o valor para pagar a faculdade da filha. "Infelizmente vou ter que esperar e pagar com juros. Estou com dinheiro na conta e não posso pagar minhas contas", indignou-se.

Setembrina Pannebecker, 68 anos, veio do distrito de Anhanduí para fazer retirada de dinheiro que não consegue pegar em caixa eletrônico para pagar uma conta e hoje é o último prazo para pagar sem juros. Ela tentava com a gerente fazer o saque. Nervosa, a filha, Rosalva Setembrina, reclamou de ter se deslocado 60 quilômetros para correr o risco de não conseguir fazer a operação.

No Banco do Brasil da Afonso Pena e Caixa Econômica da 13 de maio, as maiores agências da cidade, não há tumulto, mas apenas os caixas eletrônicos funcionam.

De acordo com o sindicato, quanto ao Banco do Brasil, apenas a agência que fica na avenida João Pedro de Souza, bairro Cidade Nova, é que foi aberta para atender à população. O HSBC do Shopping Campo Grande também está aberto e funciona normalmente hoje.

O Bradesco, que conseguiu liminar para não aderir à greve, teve apenas duas agências no centro fechadas.

O movimento é nacional e não tem data para acabar. A categoria quer reajuste salarial de 10%, valorização nos pisos, mais segurança no emprego, fim das metas estipuladas pelos patrões e do assédio moral.

Dicas

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions