A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

16/04/2009 13:10

No Abril Vermelho, sem-terra protestam em 3 cidades

Redação

Os sem-terra realizam protesto em três cidades de Mato Grosso do Sul: Campo Grande, Dourados e Ponta Porã. O mês de abril, batizado de Abril Vermelho, é marcado por mobilizações nacionais em alusão ao Massacre de Eldorado dos Carajás, ocorrido em 1996.

Em Campo Grande, os sem-terra estão acampados em frente à superintendência do Incra desde a manhã de ontem. Diferente dos outros anos, o prédio não foi ocupado. O Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) obteve na justiça um interdito proibitório, que impede a ocupação do imóvel.

Conforme Maria de Fátima Vieira, membro da direção estadual do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra), os trabalhadores aguardam informações do grupo que negocia com o Incra, em Brasília, para decidir dobre a continuidade da mobilização.

Segundo ela, no Estado, o MST descarta a invasão de propriedades rurais. Em Mato Grosso do Sul, os sem-terra cobram o fim da paralisia de investimentos, além de protestarem contra o superintendente do Incra, Flodoaldo Alves de Alencar.

Segundo o MST, o órgão federal não repassa recursos para dotar os assentamentos de infraestrutura, como casas e estradas. Na Capital, o protesto reúne famílias que moram em assentamentos em Corguinho, Sidrolândia, Terenos e Dois Irmãos do Buriti.

Em Dourados, o protesto contra a morosidade na reforma agrária é realizado pelo MST e pela CUT (Central

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions