A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

07/01/2008 15:11

Nova regra para venda de moderador de apetite já vale

Redação

Já está em vigor resolução da Anvisa (Agência Nacional de Vigilência Sanitária) que endurece os critérios para a prescrição e comercialização de anorexígenos, como são chamados os remédios que dimuem o apetite, muito consumidos no Brasil por quem quer emagrecer. A principal mudança é um novo tipo de receita médica, criado especificamente para estes medicamentos.

Desde o dia 3 de janeiro, a prescrição e a entrega ao paciente de medicamentos ou fórmulas que contenham substâncias psicotrópicas anorexígenas ficam sujeitas à notificação de receita do tipo "B2", a de cor azul, que tem validade máxima de 30 dias.

Os medicamentos com finalidade exclusiva de tratamento da obesidade deverão, ainda, respeitar a dose máxima diária recomendada, conforme a resolução. A dose de medicamentos à base de femproporex, por exemplo, não deverá ultrapassar os 50,0 mg/dia.

Estão proibidos os medicamentos que contenham substâncias anorexígenas associadas entre si ou com ansiolíticos, antidepressivos, diuréticos, hormônios e laxantes.

O descumprimento das novas exigências fica sujeito às sanções da lei 6437/77. A lei estabelece penalidades que chegam até à interdição do estabelecimento e multas que variam entre R$ 2 mil e R$ 1,5 milhão. Ao farmacêutico responsável pelo estabelecimento também cabem as sanções do Conselho Regional de Farmácia.

Recesso de fim de ano começa nesta semana no Judiciário e Legislativo
Na reta final de 2017, para alguns servidores a "folguinha" das festas começa mais cedo. Em orgãos Estaduais e Federais de Mato Grosso do Sul, tem re...
Curso de instrutor de trânsito do Detran oferece 50 vagas na Capital
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o curso de Formação de Instrutor de Trânsito e...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions