A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

29/07/2013 09:44

Novo PAM do Hospital Regional vai ampliar capacidade em 20%

Leonardo Rocha
PAM irá aumentar sua capacidade em 20%, após reforma (Foto: Cleber Gellio)PAM irá aumentar sua capacidade em 20%, após reforma (Foto: Cleber Gellio)

Após a construção, o novo Pronto Atendimento Médico (PAM) do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul Rosa Pedrossian vai aumentar a capacidade em até 20% para atender a demanda do município. O governador André Puccinelli (PMDB) anunciou hoje, durante visita ao hospital, que a obra deve ser finalizada até o dia 15 de agosto.

De acordo com o coordenador do PAM, o médico Fernando Goldoni, o hospital recebia em média 2.600 pessoas por mês, de 85 a 90 pacientes por dia. Com esta ampliação, a unidade poderá atender até 520 novos pacientes. “O governo estadual está contribuindo com a saúde, mas esta responsabilidade é do município, que tem gestão plena sobre a saúde”, destacou André.

Esta obra conta com investimento de R$ 4,5 milhões, em uma área de 2,4 mil m². Serão ampliados de 35 para 58 leitos aos adultos, o setor de pediatria aumentará de 10 para 19 leitos. Já a ala de psiquiatria deixará de ficar no 5° andar e terá 12 novos leitos. “Desta forma iremos liberar áreas que estavam cheias e criar novos espaços, fazendo as adequações necessárias”, ressaltou ele.

 

Pronto Atendimento terá 19 leitos pediátricos e 58 adultos, além de 12 para psiquiatria (Foto: Cleber Gellio)Pronto Atendimento terá 19 leitos pediátricos e 58 adultos, além de 12 para psiquiatria (Foto: Cleber Gellio)

O governador destacou que terão que ser feitos novos concursos para preencher as vagas para o novo setor. “Iremos fazer as contratações necessárias e se precisar faremos remanejamento de funcionários”, afirmou ele.

Goldoni indicou que o novo setor irá precisar de mais 20 técnicos, sendo necessário 10 médicos clínico-gerais e 6 enfermeiros. “Faremos a análise correta para que cada ala e setor tenham o atendimento necessário”, ressaltou.

André ponderou que o Hospital Regional deveria servir de exemplo para os demais hospitais da Capital, para que estes também ampliem sua capacidade de atendimento. “Espero que os outros nos sigam, estamos fazendo a nossa parte”.

Segundo o responsável pelo PAM, Fernando Goldini, a obra durou cerca de três anos, e após várias adequações não deve ter mudanças ou correções depois de finalizada. O novo PAM faz parte do Plano Diretor do hospital, que o torna a unidade referência em média e alta complexidade.



Finalmente alguém percebeu que a saúde está em colapso . Só lamento que os 20 por cento não consigam realmente atender a demanda da Capital, pois para que isso aconteça, seria necessário construção de novo Hospital.
Parabéns André por pelo menos ter essa visão e estar investindo em melhoraria da infra-estrutura já existente no Estado.
Esperamos sinceramente que nosso Governador que é uma pessoa tão comprometida com a área de saúde, tome providência com relação a interdição recente do PRONTO SOCORRO do HOSPITAL UNIVERSITÁRIO já que a população da Capital e também de todo o Estado de MS se utiliza do mesmo além dos Pronto Socorros já existentes. Só o Pronto Atendimento DO HU atende cerca de 100 pacientes diariamente .
 
Solange Vianna em 30/07/2013 09:27:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions