A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/11/2008 08:35

Redação

A cena é chocante na BR-163, entre Anhanduí e Nova Alvorada do Sul. Um Vectra, com placas de Campo Grande, bateu de frente em um caminhão do Moinho Dallas, por volta das 7h30. O impacto foi tão forte, que o carro foi lançado a 40 metros, com pedaços do veículo e dos corpos das vítimas espalhados ao longo do trajeto.

O capô do Vectra foi arrancado, do veículo só restaram o porta-malas e as duas portas laterais dos passageiros. O cilindro de gás veicular acabou no banco dianteiro.

Todas as quatro pessoas que estavam no Vectra morreram. Até o momento duas vítimas foram identificadas: Maria das Graças da Silva Nunes, de 48 anos, que estava no banco do passageiro e Maristeli de Souza Barbosa, de 23 anos, encontrada no banco traseiro. O único detalhe sobre a jovem, revelado por uma conta de luz achada no carro, é de que Maristeli mora no bairro Zé Pereira.

O motorista e uma mulher, que também estavam no veículo, ainda não foram identificados. O conduto do caminhão, José Fortini Alves, de 60 anos, teve lesões graves e foi encaminhado ao hospital de Nova Alvorada

O acidente foi acompanhado em detalhes por uma família que por pouco escapou da tragédia. O casal July Ane Loureiro e Antonino Silva, seguia para fazer compras em Ponta Porã. Antes da colisão entre o Vectra e o caminhão, o carro onde os dois estavam, um Celta, também saiu da pista, na mesma curva.

Antonino conta que dirigia sem pressa, a cerca de 80 km/h, garante que reduziu na curva, mas relata que óleo na pista fez ele perder a direção do carro que atravessou a pista, caindo no barranco do outro lado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions