A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/04/2009 10:05

Operação apreende bitrens com madeira irregular na 163

Redação

Um esquema de falsificação de notas fiscais para o transporte de madeira foi desmantelado, ontem, por uma operação que envolveu a PRF(Polícia Rodoviária Federal) e as polícias Militar e Civil de Coxim. No dia anterior, um bitrem transportando madeira serrada havia sido apreendido e de acordo com o motorista preso e conforme denúncias anônimas, mais carretas estariam realizando o transporte dessas cargas.

Após o flagrante, os policiais se dirigiram ao posto de combustíveis Pegoraro, no sentido da cidade de Sonora. Lá acabaram encontrando a Scânia Volvo, placas NBY-5452, de Cuiabá (MT), acoplado ao semi-reboque NDF-5593, de Rondônia.

O condutor da Scânia não foi localizado, mas os policiais encontraram a mãe dele, Olinda Moraes, nas imediações do restaurante do posto. Ela entregou uma nota fiscal e a guia florestal com autorização da carga.

O problema é que a nota permitia a carga à Scânia R124, com placas KAN-7285 e semi-reboques JZV-2631 e JZV-2651. Ocorre que essa nota fiscal apresentada por Olinda aos policiais estava sendo também utilizada pela Scânia R124, placas KAT-1092, de Mato Grosso, acoplada aos semi-reboques JZU-6599 e JZU-6619, também de Mato Grosso, apreendida na noite de quinta-feira.

Após novas buscas, foi encontrado, em um táxi de Sonora, Jeferson Robson de Moraes, filho de Olinda e condutor da Scânia de placas KAN-7285. Ele afirmou que estava transportando a madeira serrada a mando de seu patrão.

Depois de um contato telefônico de Jeferson com seu pai Mario Paulo de Moraes, a equipe dos policiais rodoviários federais o encontrou em um matagal em frente a um posto de combustíveis. Ele estava conduzindo a Scânia Volvo FH12, placas NBY-5452, de Mato Grosso e relatou que havia se escondido em um matagal, pois temia ser preso.

Através de declarações de Jeferson e Mário, os policiais se deslocaram até Sonora e prenderam Francisco José de Souza e Cival dos Santos, responsáveis pela falsificação das notas fiscais. Com eles também foram apreendidos 27 carimbos que marcavam as notas com autorizações dos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Jeferson, Márcio, Francisco e Cival foram presos e juntamente com os 65 m³ de madeira serrada, encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Coxim.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions