A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

16/05/2008 18:00

Operação em ferros-velhos termina com 6 pessoas presas

Redação

A operação realizada hoje em ferros-velhos de Campo Grande provocou a prisão de seis pessoas e a interdição de nove estabelecimentos por receptação de fios de cobre e furto de energia elétrica.

A Polícia Civil percorreu locais que vendem sucata durante cinco horas e concentrou a ação nos bairros Jardim Noroeste, Flamboyant e Tiradentes e acabou interditando vários pontos.

No Noroeste, no primeiro local fiscalizado foi preso o proprietário Edvaldo Ferreira de Souza, de 44 anos. Ele é acusado de receptação de fios de cobre, furtados de rede de energia. O comércio dele funcionava sem alvará e por isso foi interditado.

No mesmo bairro, a Polícia flagrou material ilegal com Odair Custódio Inácio, de 41 anos. Também preso em flagrante, ele teve o estabelecimento fechado por falta de alvará.

Na região e pelo mesmo motivo foi preso José Ferreira de Oliveira, de 65 anos.

O grupo de fiscalização passou pelo Tiradentes onde prendeu Fábio Roberto Padial, de 38 anos, após fios de cobre serem achados no local.

Manoel Luis de Oliveira, de 40 anos, tinha um mandado de prisão expedido por crime de receptação e foi preso também durante a operação hoje na avenida Três Barras, também no bairro Tiradentes.

Na região, Eduardo Benice Balieiro conseguiu escapar da prisão porque os policiais não encontraram produtos de furto, mas teve o comércio interditado por falta de alvará, assim como Evanida Crispim Gomes e Paulo Mourão Rodrigues, ambos com estabelecimento na avenida Três Barras.

Já o comerciante José Carlos Macedo, de 38 anos, teve a prisão em flagrante porque na hora da fiscalização foi descoberto esquema de furto energia no ferro-velho, localizado no Noroeste.

A ação nesta sexta-feira teve a participação de policiais e representantes da Enersul e da Brasil Telecon, que acompanharam o trabalho para identificar se os fios encontrados foram furtados das redes instaladas pelas duas empresas.

Nos últimos 90 dias, a estimativa é que o prejuízo com os furtos chegou aos R$ 600 mil.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions