A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

18/08/2009 07:06

Outro acusado de matar garota tem habeas corpus negado

Redação

O Tribunal de Justiça negou liberdade a mais um dos três jovens acusados de matar a garota de programa Claudinéia Rodrigues Mendes, 25 anos, a "Néia", no início de maio deste ano.

O desembargador Carlos Eduardo Contar, da 2ª Turma Criminal, negou o pedido de habeas corpus em caráter liminar para o assistente administrativo Leonardo Leite Cardoso.

O desembargador já havia indeferido habeas corpus ao universitário Fernando Pereira Verone. O TJ pediu mais informações sobre o envolvimento dele no homicídio.

Outro acusado do crime, o também universitário Hugo Pereira da Silva, conseguiu liberdade. O primeiro pedido feito pela defesa dele havia sido negado.

O crime - De acordo com a Polícia Civil, os rapazes tinham a intenção de fazer um assalto e chamaram Néia e uma amiga dela para um programa.

A amiga de Néia desconfiou da situação e pulou do carro em movimento. A vítima ficou e foi levada para um matagal na divisa dos bairros Nova Campo Grande e Santa Emília. No local, foi morta a pedradas e a tijoladas. Os acusados não tiveram relação sexual com a garota, nem a assaltaram.

Foi feita reconstituição do caso. Os acusados apresentaram versões diferentes sobre o crime. Em comum, o fato de Hugo não ter participado das agressões e que após o assassinato, Leonardo e Fernando voltaram ao local.

No dia 2 de junho, Hugo e Leonardo foram presos. Fernando se apresentou sete dias depois.

Hugo fazia ciências contábeis na Estácio de Sá. Fernando, Direito na Anhanguera-Unaes.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions