A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

04/09/2010 11:00

Para advogado de Artuzi, Passaia deveria estar preso

Redação

O advogado Carlos Marques, que atua na defesa do prefeito afastado Ari Artuzi, diz que o ex-secretário de Governo, Eleandro Passaia, responsável pela denúncia de fraudes em licitações e pagamento de propina, também deveria estar preso.

"Nas filmagens, é ele que aparece distribuindo dinheiro para todo mundo, e ele nem sequer foi indiciado", questiona.

Segundo o advogado, mesmo que o ex-secretário de Governo tenha sido incluído em esquema de delação premiada, teria que responder pelo envolvimento no escândalo.

"Delação premiada você tem progressão de pena e outros benefícios, mas neste caso ele está solto, nem indiciado foi, e ainda está pagando de herói na cidade. Isso é a coisa mais escusa do mundo", disparou.

A Polícia Federal alega que Passaia repassou propina a vereadores e se "envolveu" no esquema sob a orientação dos agentes, que instalaram câmeras na sala do ex-secretário e em seu veículo, para flagrar o esquema.

Entretanto, não há informações se ele já participava ou não muito antes do sistema de pagamento de propinas e desvio de dinheiro público. A investigação aponta que ele teria "herdado" o esquema do ex-secretário de Governo, Darci Caldo, mas as provas ainda estão sendo analisadas nesse sentido.

Eleandro Passaia está tão excluído das acusações que foi convidado a compor a equipe do juiz Eduardo Machado Rocha, nomeado hoje pelo TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) como o interventor da prefeitura de Dourados.

Outro questionamento feito pelo advogado de Artuzi é a condução do processo pela Polícia Federal.

"Trata-se de um crime comum, da Justiça Estadual, não entendo porque a Policia Federal está conduzindo tudo, e por que não um delegado da Policia Civil. Então, há uma serie de coisas que precisam ser resolvidas neste processo", detalhou.

O escândalo da propina em Dourados resultou nas prisões de 28 pessoas, entre secretários, vereadores, advogados e empresários. Deste total, 14 pessoas foram soltas por força de habeas corpus.

Ao Campo Grande News, Passaia disse que só tomou conhecimento do esquema de Artuzi depois de assumir a secretaria de Governo. Antes, quando ocupava a pasta de Comunicação, não tinha conhecimento das fraudes e pagamentos de propina.

"Quando ele me contou de todos os esquemas percebi que ele tinha traído a mim e a todos que confiaram nele, ele nos traiu primeiro, a mim e a 42 mil eleitores", declarou.

Passaia disse que, se não fosse um homem justo e honesto, não teria sido convidado pelo juiz Eduardo Machado Rocha para integrar a equipe interventora, que passará a comandar os destinos de Dourados.

Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions