A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

07/07/2009 11:08

PF prende também assessora especial de Ari Artuzi

Redação

A assessora especial do prefeito Ari Artuzi, de Dourados, Márcia Fagundes, também foi presa pela Polícia Federal na Operação Owari, para desmantelar uma organização criminosa que tinha vantagens com prefeituras explorando serviços públicos sem processo licitatório, além de outros crimes, como lavagem de dinheiro.

Além dela, estão presos o vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Carlinhos Cantor, secretário de Habitação de Dourados, Jorge Dauzacker, o secretário de Governo, Darci Caldo, o secretário de Obras e Serviços Urbanos, Carlos Iores, secretário de Saúde, Sandro Bárbara. Estão na delegacia, ainda, o ex-secretário de Saúde do Estado, Paulo Esteves e o presidente da Câmara de Vereadores de Dourados, Sidlei Alves (DEM).

Segundo a Prefeitura, os secretários foram presos logo cedo, em casa, e há dificuldade de obter informações sobre as investigação. A assessoria jurídica da Prefeitura, que acompanha o caso.

Após dois anos de investigação, a PF descobriu que a organização criminosa tem ramificações em Campo Grande, Ponta Porã, Naviraí e nas cidades paranaenses de Guaíra e Umuarama. Em Ponta Porã foram presos o vice-prefeito Eduardo Campos (DEM) e sua esposa, Paula, que é secretária jurídica e o empresário Gilmar Carbori, que tem monopólio do transporte escolar na cidade.

O presidente da Câmara de Naviraí, José Odair Gallo (PDT), também foi preso. O ex-prefeito de Dourados, Laerte Tetila, o filho dele André Tetila, e o ex-secretário de Saúde do Estado, João Paulo Esteves, também estão entre os investigados que estão na delegacia da PF.

Ao todo são 42 mandados de prisão. O esquema envolvia os empresários Sizuo Uemura e sua esposa, Helena, que também foram presos. Uemura tem concessionárias e monopoliza os serviços funerários na cidade. Segundo apurou o Dourados News, além deles, foram presos Eduardo Uemura; Dinho Uemura e Maisa Uemura. Nas empresas da família foram apreendidos documentos.

Funcionários da Pax, da família, identificados com o "Polaco" e "Angela" também estão na delegacia. Os irmãos Everaldo e Eduarte Dias, empresários que prestavam serviços de limpeza e coffee break também foram presos.

Outros são os ex-servidores Evandro Rosa (Secretária de Saúde); Clarice Sanches(IPTU) e José Carlos Coinethe (Gestão) . Na delegacia está ainda o vereador Paulo Henrique Bambu, de Dourados.

O vereador Marcelo Barros (DEM), que esteve na delegacia da Polícia Federal de Dourados, prestando esclarecimentos, contou que o processo de municipalização da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) é um dos aspectos investigados. Segundo ele, foi apurado que a manobra garantiria aos Uemura o controle dos serviços de água e esgoto na cidade.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions