ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 27º

Cidades

Picado por aranha, turista argentino está internado no corredor do HU

Hernán Daniel ficou 8 dias internado no Hospital de Sidrolândia, mas preicisou ser transferido para Campo Grande

Por Izabela Sanchez | 01/08/2018 16:36
Recepção do Hospital Universitário, em Campo Grande, onde está internado jovem argentino que foi picado por uma aranha. (Foto: Fernando Antunes)
Recepção do Hospital Universitário, em Campo Grande, onde está internado jovem argentino que foi picado por uma aranha. (Foto: Fernando Antunes)

O argentino Hernán Daniel Alves Teixeira, 21 anos, está internado em uma maca no corredor do Hospital Universitário de Campo Grande, com ferimentos e suspeita de pneumonia, após ser picado por uma aranha.

A família suspeita que ela tenha sido picado por uma espécie conhecido como "viúva negra", cujo veneno é considerado perigoso.

Segundo a reportagem apurou, o incidente aconteceu quando o jovem pescava na região de Sidrolândia, a 71 km de Campo Grande. A irmã de Hernán, Adriana Teixeira, está na Argentina e explicou que o irmão veio para Mato Grosso do Sul, onde vivem os tios, há um mês. Ele foi picado no dia 24 e foi levado ao hospital Elmíria Silvério Barbosa, em Sidrolândia. De lá, diante do quadro, foi transferido para o HU em Campo Grande.

Hernán está internado no Hospital Universitário. (Foto fornecida pela família)
Hernán está internado no Hospital Universitário. (Foto fornecida pela família)

A família está assustada com a suspeita de pneumonia, e os pais do jovem vieram até a Capital para acompanhar o estado de saúde de Hernán. A assessoria de imprensa do hospital afirma que ele está com uma ferida na boca, provavelmente decorrente da picada de aranha.

De acordo com a informação do HU, Hernán fez ultrassonografia e está sendo avaliado por dois especialistas, infectologista e cirurgião buco-maxilo-facil. Quando a estar em uma maca, a explicação do estabelecimento é de que não há vagas nas enfermarias.

O HU atende hoje 51 pacientes no pronto atendimento médico, mas tem apenas 18 vagas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário