A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

04/07/2008 16:19

Piso da educação elimina regência e gratificações

Redação

As diversas gratificações usadas pelos governos municipais e estaduais para complementar os salários dos professores não poderão mais compor o piso da categoria a partir de 2010. O piso, no valor de R$ 950, foi aprovado nesta semana pelo Congresso Nacional e deve ser sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva até o dia 17, conforme previsão do presidente da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) Geraldo Franking Leão.

Hoje, o piso estadual é de R$ 781,55 para os professores de Mato Grosso do Sul. O valor tem complemento da chamada regência de classe e atinge R$ 896,71. Nesta sexta-feira, o governador André Puccinelli (PMDB) limitou-se em dizer que vai cumprir a medida.

De acordo com Leão, o piso é puro, ou seja, após 2010, gratificações, regências de classe e outras denominações complementares deixam de ser usadas na base.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions