A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/04/2009 13:37

PM diz que só soube de crimes de oficial há dois dias

Redação

O comandante-geral da PM (Polícia Militar), coronel Geraldo Garcia Orti, disse que a instituição só teve conhecimento das acusações contra o comandante da PM de Coxim, Márcio Vilassanti Romero, na segunda-feira (13).

Ele disse que só ficou sabendo do caso quando recebeu e cumpriu o mandado de prisão. Orti afirma que a PM não sabia do processo contra Romero, que tramita em segredo de Justiça.

Ele justifica a transferência de Romero para o comando de Coxim, dizendo que instituição não tinha conhecimento das acusações. Orti disse que ainda vai buscar mais informações sobre a condenação.

Conforme Orti, o comando de Coxim fica interinamente sobre a responsabilidade do major Delmondes, que está de licença médica.

Vilassanti foi condenado a 14 anos de prisão pelos crimes de estupro e atentado violento ao pudor, cometidos contra uma jovem no início no ano de 2003 em Jardim, cidade que fica a 281 quilômetros de Campo Grande.

A reportagem do Campo Grande News apurou que ele saiu com a jovem e a levou para um local afastado, em uma das saídas da cidade, onde ocorreu os crimes.

A vítima procurou a Polícia e informou a placa do veículo e detalhou um adesivo que havia no carro.

Com estas informações, os policiais verificaram que o automóvel estava em nome da mãe do comandante. O oficial da PM foi reconhecido pela vítima. Além destas, há outras provas que incriminam o comandante.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions