A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018

20/05/2009 11:46

PM reage à quebra de acordo em Operação Las Vegas

Redação

Alguns procedimentos da Polícia Federal e do Ministério Público Estadual durante Operação Las Vegas provocaram a reação do Comando da Polícia Militar.

Nas ações desencadeadas hoje para prender membros da quadrilha que explora jogos de azar, foram quebrados alguns acordos pré-estabelecidos pelas partes que integram a força- tarefa contra a jogatina, reclama a PM que garante ter aberto investigação há 4 meses sobre a participação de policiais no esquema e repassou nomes ao Gaeco.

O primeiro motivo foi cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa de um oficial do 10º Batalhão, sem comunicação prévia ao comando da PM. Havia acordo de que qualquer operação contra militares seria comunicada antes, informa a Polícia Militar.

O segundo problema foi o vazamento do caso à imprensa. Antes da operação, o caso foi repassado à emissora de TV, que teve tratamento privilegiado e pode acompanhar as prisões e apreensões na Capital.

Além dos privilégios, a PM protesta pelo fato da divulgação ter colocado em risco as prisões, que deveriam ser feitas sob total sigilo.

No cassino fechado na Vila Planalto, por exemplo, até uma equipe do Fantástico acompanhou toda a ação policial. Em outros pontos da cidade, equipes da mesma emissora faziam a cobertura simultaneamente, antes mesmo das prisões dos acusados.

Uma coletiva de imprensa foi marcada para às 13h30 de hoje, mas o comando da PM resolveu não participar da divulgações por discordar da forma como o trabalho foi realizado.

No fim da manhã, o Ministério Público desmarcou a coletiva, mas ainda não definiu novo horário. A justificativa é que o procurador-chefe precisava de mais tempo para se interar do caso.

O Campo Grande News teve acesso a uma lista com nomes de autoridades que supostamente freqüentavam um dos cassinos em Campo Grande. Cobrado sobre a divulgação desses nomes, o MPE informou que não tinha conhecimento da relação.

(Matéria alterada às 14h02)

Ladário é a primeira cidade a receber Carreta da Justiça em 2018
O calendário de viagens da Carreta da Justiça, projeto do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), foi retomado nesta segunda-feira (22), c...
Prefeitos mobilizam Assomasul por adiamento do ano letivo no Estado
Com estradas destruídas pela chuva, prefeitos de 21 municípios pressionam a Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) para requerer...
MS chega a 19 cidades em situação de emergência por causa da chuva
Coxim, a 260 quilômetros de Campo Grande, tornou-se nesta segunda-feira o 19º município a decretar  situação de emergência em Mato Grosso do Sul em r...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions