A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

21/12/2012 17:10

Polícia desvenda esquema de receptação de motos

Gabriel Neris e Nícholas Vasconcelos
Motocicletas foram encontrados em quarto de residência no Jardim Cerejeiras (Foto: Pedro Peralta)Motocicletas foram encontrados em quarto de residência no Jardim Cerejeiras (Foto: Pedro Peralta)

Investigação do serviço de inteligência da Polícia Militar desvendou hoje (21) esquema de receptação de motocicletas roubadas que eram vendidas em Corumbá. Quatro veículos foram encontrados dentro de uma residência no Jardim Cerejeiras, em Campo Grande, e uma pessoa foi presa.

De acordo com a Polícia, a residência era ponto de interceptação de motos roubadas. Dentro de um quarto estavam duas CG 125 Fan, uma Honda Titan e uma CB 300. Na casa estava Juliana Aparecida Souza dos Santos, de 29 anos.

Ela contou que os veículos eram levados pelo marido, Eduardo Sampaio Silva, de 43 anos, para Corumbá, com a intenção de vender as motocicletas na fronteira com a Bolívia. Juliana disse ainda que o homem trabalha em uma transportadora e aproveita as constantes viagem para a Cidade Branca para levar os veículos.

A mulher disse à Polícia que as motos eram entregues a um rapaz chamado Laércio. Eduardo recebia o valor de R$ 2.000 por cada moto roubada que ficasse em Corumbá. De acordo com a Polícia, três veículos foram entregues na semana passada. O esquema envolve motocicletas de baixa cilindrada para que a venda seja facilitada.

Juliana contou a reportagem do Campo Grande News que está casada há seis anos com Eduardo. Segundo ela, o marido não se envolvia com o crime quando iniciaram o relacionamento e teria começado a participar do esquema no mesmo período que começou a trabalhar na transportadora. Porém, diz que não sabe onde as motos eram roubadas.

A esposa de Eduardo conta que ele conversava constantemente ao celular e algumas pessoas chegavam à residência e deixavam os veículos no local. “Eu falava para ele parar com isso. Dinheiro não é tudo nessa vida”, diz Juliana. O casal tem dois filhos, de 14 e 17 anos.

A Polícia Militar comunicou a PRF (Polícia Rodoviária Federal) que o rapaz deve retornar para Campo Grande hoje pelo caminhão da transportadora. Juliana, que está presa no 9º BPM, e o marido irão responder pelo crime de receptação.

Indenizações por morte no trânsito crescem 24% em relação a 2016
O número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro Dpvat) entre janeiro e novemb...
ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


belo trabalho do serviço de inteligencia da PM, é por isso que as motos roubadas e furtadas em CG. desaparecem rapidamente, deve haver mais gente fazendo esse tipo de esquema, com certeza a Defurv e demais delegacias, juntamente com a PM vão pegar esses malacos.
 
luis de almeida em 22/12/2012 17:36:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions