ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  26    CAMPO GRANDE 29º

Cidades

Polícia Federal prende três suspeitos de atentado contra índios na fronteira

Por Paulo Fernandes | 01/12/2011 00:54

Três pessoas foram presas suspeitas de participação no ataque do último dia 18 contra os índios Guarani Kaiwá e desaparecimento do cacique Nísio Gomes, no acampamento Tekohá Guaiviry, entre os municípios de Amambai e Ponta Porã.

A prisão ocorreu ontem, mas informação só foi divulgada há pouco, por meio de um comunicado da Delegacia de Polícia Federal de Ponta Porã. Pelo telefone, um policial federal confirmou a informação procede, mas disse estar impedido de dar qualquer detalhe.

Segundo o comunicado, que não revela a identidade dos suspeitos, eles estão sob custódia da Polícia Federal em Ponta Porã, prestando depoimento.

O atentado do último dia 18 ganhou as páginas dos principais jornais de todo o mundo. Mato Grosso do Sul vive em um clima de tensão por conta da indefinição sobre a questão fundiária indígena.

Segundo o Cimi (Conselho Indigenista Missionário), 250 indígenas foram mortos em Mato Grosso do Sul nos últimos oito anos.

Relatório Específico de Violência contra os Povos Indígenas revela ainda que o Estado concentrou 55% dos casos de assassinatos de indígenas no País.

Nos siga no Google Notícias