A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

17/12/2008 17:49

Polícia investiga estabalecimentos à margem de córrego

Redação

A Decat (Delegacia Especializada de Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista) investiga se os estabelecimentos instalados à margem do Córrego Lageado estão regulares. A Polícia Civil já requisitou informações para apurar se um pesqueiro e um posto de combustíveis possuem licença ambiental.

Segundo o delegado Nilson Tobias, caso os proprietários dos estabelecimentos não tenham a autorização para a atividade, responderão por crimes ambientais que prevêem pena de até quatro anos de reclusão.

A Polícia ainda não tem número de quantos empreendimentos funcionam à margem do Córrego, que é responsável pelo abastecimento de 12% dos imóveis da cidade.

A investigação foi desencadeada depois que a população começou a sentir cheiro e gosto alterados da água. O problema foi causado pela proliferação de algas, causada pelo lançamento de material orgânico no Córrego.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions