A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

27/01/2010 22:59

Polícia prende 2 acusados de matar rapaz em pedreira

Redação

As Polícias Civil e Militar de Itaporã prenderam hoje Gileaide Moreira Mendes, 24 anos e Adalto Gomes da Costa, 23, acusados de matar José Carlos Cardoso das Neves, o "Explosão", 21 anos.

José Carlos morava em Itaporã e na manhã do dia 3 deste mês, seu corpo foi encontrado no lago da pedreira da Vila Vargas, distrito de Dourados.

Ele levou dois tiros no rosto, teve as mãos amarradas com corda e os pés com arame farpado. Os peritos, na ocasião, também apontaram que o jovem havia recebido um golpe de faca ou chave de fenda no peito.

Segundo o delegado Wisnton Ramão Albres Garcia, de Itaporã, foi expedido mandado de busca e apreensão contra quatro homens acusados de homicídio, formação de quadrilha e ocultação de cadáver, mas até agora só Gileaide e Adalto estão presos. A polícia está na captura dos outros dois acusados.

Há informações de que eles possam estar em uma cidade perto de Itaporã, mas existe ainda a hipótese de que estejam no estado do Paraná. "Há indícios de que mais outras pessoas estejam envolvidas na morte de José Carlos", disse o delegado.

A Polícia chegou aos acusados, mediante denúncia de que no dia 1º de janeiro, a dupla pegou José Carlos próximo a uma distribuidora de bebidas e o colocou dentro de um carro. Em seguida, Gileaide e Adalto foram a vitima até um ponto fora do perímetro urbano e o agrediram, já que "Explosão" teria roubado a casa de dois dos acusados.

"Como haviam provocado bastantes lesões, decidiram matar a vítima, pois caso soltassem ele, seria problema", relatou uma testemunha.

Eles então se dirigiram até o lago e mataram José. Após a execução, os assassinos amarraram com arame farpado uma pedra em seus pés e jogaram a vítima no lago, mas a pedra se soltou do arame e o corpo boiou, sendo localizado por um produtor rural que comunicou o achado de cadáver à polícia.

Gileaide e Adalto estão presos em uma das celas da Delegacia de Polícia de Itaporã. (Colaborou Antonio Carlos Ferrari, de Itaporã).

STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...
UFGD oferece vagas em 36 cursos de graduação pelo Sisu
A UFGD (Universidade da Grande Dourados) está ofertando 944 vagas em 36 cursos de graduação para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada). As inscrições...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions