A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

27/11/2009 08:54

Polícia tenta achar dono de casa onde travesti foi morta

Redação

A Polícia Civil tenta encontrar o proprietário da residência localizada na Rua Texaco, no Bairro Marcos Roberto, em Campo Grande, onde a travesti Rui Manoel Gonçalves Ferreira, 43 anos, foi assassinada e incendiada na laje.

O crime ocorreu na madrugada de 25 de novembro e, desde então, o dono do imóvel não mais foi visto.

"Ele vai ter de explicar o que aconteceu e por que desapareceu. Por que não esperou a Polícia" diz o delegado do 5º DP (Distrito Policial) da Capital, responsável pela investigação, Márcio Obara.

Assim que for localizado, o proprietário deverá prestar depoimento, assim como os vizinhos e os familiares de Ferreira que residem em Campo Grande.

Moradores revelam que a casa era frequentada por usuários de drogas. Eles afirmam também que o proprietário ficava na residência entre mendigos e os usuários.

O imóvel é grande e tem até piscina, no entanto, estava sem portas, janelas e tanques.

Os relatos dos vizinhos indicam que o proprietário da casa estava em depressão desde que o sogro levou a esposa e a filha do local porque o casal era usuário de entorpecentes.

Ele mesmo teria vendido os materiais de construção da casa.

A suspeita é de que o crime seja passional. Na casa, a Polícia encontrou embalagens de preservativo e uma garrafa de pinga.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions