A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

03/07/2009 19:19

Polícia vai investigar retirada de ossada de Frei Cirino

Redação

A violação ao tumulo em que estavam enterrados o Frei Cirino e um outro padre, ocorrida ontem em Coxim, não foi feita por ladrões, mas por uma missão franciscana de Rio Verde. Três sacerdotes conseguiram autorização da prefeitura para retirar os restos mortais do tumulo.

No entanto, o delegado Bruno Henrique Urbano vai instaurar inquérito para apurar o caso, pois a vigilância sanitária e os órgãos de segurança da cidade não foram comunicados sobre a ação dos sacerdotes.

O caso do tumulo violado veio à tona hoje de manhã, quando algumas pessoas foram até o local visitar parentes falecidos. Um pedreiro notou o arrombamento no tumulo do Frei e chamou a PM (Polícia Militar).

O delegado foi até o Cemitério Central na tarde dessa sexta-feira e constatou a violação. Instantes depois, o bispo Dom Antonino se dirigiu até o local para explicar a retirada das ossadas do Frei Cirino e do outro padre pelos sacerdotes.

Ainda de acordo com o delegado, a ação da retirada dos ossos poderia colocar em risco a saúde da população. Por isso o inquérito vai apurar os responsáveis pela violação, já que o trabalho teria que ser feito por funerária e com autorização judicial.

Como o coveiro não trabalha todos os dias no cemitério, a violação não foi presenciada por testemunhas. (Com colaboração de Sidney Assis, de Coxim).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions