A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018

14/04/2009 14:25

Por reajustes, servidores municipais ameaçam com greve

Redação

Os servidores municipais ameaçam entrar em greve caso não recebam o aumento salarial que reivindicam, 20%. Na manhã de hoje, grupo organizado pelo Sisen (Sindicato dos Servidores Púbicos Municipais), realizou manifestação pública pedindo aumento salarial.

Além do reajuste salarial, o sindicato quer a permanência dos agentes da guarda municipal em seus postos. O grupo corre o risco de perder o emprego, porque foram contratados sem concurso público.

Em um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) entre a prefeitura e MPE (Ministério Público Estadual) ficou estabelecido que todos os agentes contratados seriam substituídos por concursados.

"Nós vamos expandir as medidas de pressão até onde forem necessárias", adianta Maria das Dores Rocha, presidente do Sisem. "E a greve é uma delas", ameaça, lembrando que os agentes da guarda municipal estão incluídos nas manifestações. Contudo, não há uma data para paralisação.

Sem pagamento - O prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), já disse que, em caso de greve vai cortar o ponto dos servidores e pode até demitir os não concursados.

Para tentar garantir a manutenção dos empregos, o Sisem entrou com ação civil para "assegurar a integridade do patrimônio público", alegando que a dispensa seria prejudicial ao trabalho de segurança em prédios municipais.

Nelsinho disse que a prefeitura e os servidores estão em fase de negociação e não é hora para se falar em greve. Ele acrescentou ainda que o momento de crise em que o País vive, com redução dos repasses do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), é impróprio para este tipo de reivindicação.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions