A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

05/03/2010 15:33

Prefeitura contratará 50 médicos em regime de urgência

Redação

Com o objetivo de acabar com as longas esperas dos pacientes nos nove centros regionais de saúde 24 horas de Campo Grande, que pode superar quatro horas, a Prefeitura Municipal anunciou que vai contratar aproximadamente 50 médicos em regime de urgência e sem concurso público. O objetivo é preencher os plantões diurnos nas unidades de saúde.

Nos últimos meses, a epidemia de dengue agravou o quadro de déficit de profissionais na rede pública da Capital. Segundo a coordenadora de urgência da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Gislaine Poleto, a falta é decorrente da saída dos trabalhadores para prestar o serviço militar obrigatório, para residência médica ou simplesmente pediram demissão do cargo público.

Como todos os aprovados no último concurso público foram convocados e empossados, a secretaria decidiu contratar clínicos gerais e pediatras em regime de urgência para preencher a escala durante o dia e de segunda a sexta-feira. As escalas noturnas e de fins de semanas estão preenchidas.

Serão contratados em torno de 50 médicos. Eles só devem procurar a Sesau, na Rua Bahia, 280, no Jardim dos Estados, com a documentação exigida e realizar exame médico. A contratação será imediata e por tempo indeterminado. O vencimento será de R$ 500 pelo plantão de 12 horas.

Atendimento - A situação é diminuir o tempo de atendimento à população nas nove unidades de saúde 24 horas da Capital. "Com mais médicos, a meta é reduzir o tempo de espera", admitiu Gislaine.

Ela contou que existem cerca de 6 mil médicos em Campo Grande registrados no CRM/MS (Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul). A crise maior é a falta de pediatras, já que só existem 200 na Capital.

Com a falta de profissionais, pais sofrem para encontrar atendimento médico para os filhos, já que a prefeitura vem adotando uma escala entre os centros de saúde. Algumas vezes, moradores do bairro Moreninha, na saída para São Paulo, são obrigados a se deslocar por quase 20 quilômetros para encaminhar os filhos à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Coronel Antonino, na saída para Cuiabá.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions