A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

14/01/2015 09:17

Prefeitura estabelece regras para estacionamentos que possuem manobristas

Vânia Galceran
Valet service, agora terá normas a serem cumpridas. (Foto: Divulgação)Valet service, agora terá normas a serem cumpridas. (Foto: Divulgação)

Donos de estacionamentos em Campo Grande, dizem que ainda não se inteiraram sobre as novas normas para o exercício da prestação de serviços de manobra e guarda de veículos, também conhecido como valet service. A medida foi publicada pela Prefeitura no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande).

As empresas que prestam o serviço, terão que estar regularmente constituída, possuir local adequado e seguro para o estacionamento dos veículos, apresentar relatório técnico de impacto de vizinhança, possuir seguro para a cobertura de incêndio, furto, roubo e colisão do veículo e seguro de percurso e emitir recibo a ser entregue ao cliente, para eventual comprovação futura de que se utilizou dos serviços de valet.

Joelson Nogueira proprietário de um estacionamento no centro de Campo Grande, disse que essa nova obrigatoriedade vai gerar custos que eles ainda não estaríam preparados para arcar. “O relatório de impacto de vizinhança, por exemplo é uma novidade para mim, vou ter que me informar e ainda fazer as contas de quanto isso vai custar. Temos um grave problema de estacionamento no centro da cidade, ainda me pergunto no que essa obrigatoriedade vai beneficiar, motoristas e empresários”, comenta.

Para Charles Massoud, gerente de um estacionamento na região central, Campo Grande vive um problema grave de estacionamento, esse serviço,chega a ser de utilidade pública. O seguro de cada veículo custa em média a franquia por carro, R$ 2 mil. Inviável para eles.

No estacionamento que Charles atua como gerente, existem vagas para 150 carros, contando com as motos. “Aqui os clientes preferem estacionar e levar a chave, não gostam de deixar a chave do carro, porque muitos acabam deixando objetos pessoais no carro. Aqui ele entra, estaciona e vai embora”, comenta. De acordo com ele, já aconteceu sim de ocorrerem pequenos acidentes, mas o estacionamento arca com todo custo.

Ainda de acordo com a publicação , as empresas também deverão orientar seus manobristas para que, no exercício de suas funções, observem rigorosamente as normas constantes do Código de Transito Brasileiro.

Também deverá promover cursos profissionalizantes, com carga horária mínima de oito com o objetivo de instruir os procedimentos que deverão ser adotados por seus funcionários no desempenho de suas funções, assim como o curso de direção defensiva, ofensiva e evasiva. Essas entre outras medidas publicadas no Diogrande.

O descumprimento das medidas implicará ao infrator o recolhimento do material de divulgação e na hipótese de reincidência, a aplicação de multa no valor de R$ 2,5 mil, dobrada em caso de reincidência.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions