A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

28/12/2009 10:38

Prefeitura teme que erosão avance ainda mais na Ceará

Redação

A rua Ceará, interditada após a enxurrada "engolir" parte do asfalto, vai passar por obra emergencial. De acordo com o prefeito Nelsinho Trad (PMDB), o processo de licitação será dispensado para acelerar o início dos reparos. Não há previsão de prazo para a recuperação do local. O asfalto desmoronou no sentido Uniderp ao viaduto da avenida Afonso Pena. De acordo com o secretário João Antônio De Marco, da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), o primeiro passo será evitar que a erosão avance e comprometa toda a rua.

Na perspectiva mais otimista, as obras para resolver de vez o problema devem demorar 20 dias, segundo o prefeito.

De forma paliativa, o serviço de escavação teve início nesta segunda-feira. Posteriormente, a parede da cratera vai receber pedras e cimentos. Contudo, o prefeito já antecipou que a maior dificuldade será reconstituir o tubo ármico, tubulação por onde passa o córrego Prosa.

Conforme Nelsinho, a única empresa do país que produz o material está em férias coletivas. Agora, a corrida é para localizar o dono da fábrica para fazer a encomenda.

Caso a prefeitura não obtenha sucesso, outra alternativa será partir para a construção de uma tubulação em concreto, que levaria mais tempo.

Ontem, durante a chuva, o talude (barranco) às margens da cachoeira do córrego Prosa caiu. Desta forma, o aterro desabou sobre a tubulação e a erosão chegou até à faixa amarela que divide os sentidos do fluxo de veículos na pista de rolamento.

O desabamento também rompeu a tubulação do abastecimento de águas. Uma equipe da empresa Águas Guariroba está no local. Não há previsão de quando vai acabar a interdição na Ceará, uma das principais via de Campo Grande.

No ano passado, a rua passou por obras de drenagem, pois o declive, após a rua 15 de Novembro, sofria constantes alagamentos. Para o secretário, não era possível evitar a queda do talude. "A Ceará foi feita há 40 anos. Não tem como saber por onde a água infiltra, por isso acontece esse tipo de acidente".

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions