A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

12/04/2011 18:16

Presidente da OAB/MS diz que Judiciário na Bolívia é apêndice do governo Evo

Fabiano Arruda

Leonardo Duarte diz que ditadura é evidente naquele País

Presidente da OAB foi barrado para assistir audiência em Cochabamba. (Foto: João Garrigó)Presidente da OAB foi barrado para assistir audiência em Cochabamba. (Foto: João Garrigó)

O presidente da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) se mostrou impressionado com a situação do Judiciário da Bolívia, onde foi proibido, na segunda-feira, de participar de audiência de instrução (audiência conclusiva) do Caso Rosza em Cochabamba.

Duarte e todos os advogados estrangeiros convidados para participar das audiências públicas para julgamento de presos considerados terroristas foram impedidos de entrar no tribunal por funcionários do Ministério do Interior. A comitiva foi informada de que só poderiam fazer turismo na Bolívia.

“O que ocorreu na Bolívia foi um episódio muito singular e revelador, a maneira que o Judiciário funciona o judiciário boliviano, que se tornou um apêndice do governo”, afirmou, em entrevista ao Campo Grande News. Para ele, há uma ditadura evidente naquele País.

Duarte conta que a deputada nacional (federal no Brasil) Jéssica Echeverría, que também foi barrada, tentou intervir a favor da comitiva, no entanto, recebeu a resposta de um dos integrantes do ministério do interior: “a senhora é deputada nacional em Santa Cruz e não em Cochabamba”.

Entre as atividades no país vizinho, o presidente da OAB/MS comentou que se reuniu com 15 famílias de presos políticos da Bolívia e com o colégio de advogados. Em comum, eles pediram ajuda da OAB para intervir, por meio do Ministério da Justiça, junto da OEA (Organização dos Estados Americanos), para tentar reverter a situação implantada pelo governo boliviano.

“Todos estão pedindo socorro e a volta da liberdade. Lá, os recursos dos advogados, por exemplo, são retidos pelo governo”, explicou.

Sobre o veto para assistir à audiência pública, Leonardo informou que vai agir institucionalmente: irá preparar um relatório e enviar ao Ministério da Justiça. Ele espera decisões internacionais, não só sobre o episódio, mas as reivindicações que recebeu por lá.

O caso – Segundo informações da assessoria de imprensa da OAB, Duarte foi convidado a participar como observador externo, após haver adquirido notoriedade naquele País por sua participação no caso de concessão de asilo pelo Brasil ao juiz boliviano Luis Hernando Tapia Pachi.

Tapia Pachi buscou ajuda da Ordem dos Advogados do Brasil em junho de 2010 para denunciar perseguição por parte do governo Evo Morales e fez o pedido de refúgio ao governo brasileiro. A perseguição ao magistrado começou desde o que passou a julgar o Caso Rózsa, que agora entra em fase de instrução e julgamento.

Caso Rosza - Em 16 de abril de 2008, policiais bolivianos foram acusados de matar o húngaro-boliviano Eduardo Rózsa, o irlandês Michel Dwyer e o húngaro Magyarosi Ápad , presumindo serem eles os cabeças de uma organização criminosa, o que não ficou comprovado que os três eram terroristas, apesar da forma cruel em que o crime foi praticado. Leonardo Duarte foi convidado a participar do julgamento pelo Colegio de Abogados de Santa Cruz de la Sierra, instituição que na Bolívia equivale à OAB, com mais outros dois advogados brasileiros.

Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


os medrosos e covardes que me descupem, mas estao de parabens,pela coragem que entraram em outro pais, afim de que a justiça seja ouvida, nao é pra qualquer um nao.
agora os fracos e covardes fiquem ai, converssando fiado, e deixe quem tem coragem trabalhar.
 
silvana oliveira cunha em 02/05/2011 04:45:39
Caro Senhor presidente da OAB/MS, Isso e bom acontecer pra voces tomarem providencia. A muitos estudantes brasileiros que vivem na Bolivia, principalmente nas cidades de cochabamba e santa cruz em busca de estudos mais em conta (Vamos concorda ne Senhor presidente que 5 mil reais nao e pra qualquer um). Isso que voces passaram aqui e o que nois passa todos os dias na imigracao ou em qualquer setor do governo boliviano.
 
Bradly Fochesatto em 14/04/2011 12:06:18
olha eu penso que tudo tem um jeito certo de fazer e ninguem melhor do que uma autoridade igual ao presidente da oab de ms, deveria saber como funciona as leis principalmente lendo a do outro pais, e principalmente ajudando quem necessita digo isso ja como mundo e ver como funciona nossos vizinhos, principalmente porque vira e mexe tem um brasileiro sendo roubado na bolivia e nao tem para quem recorrer, e nos merecemos mais respeito, alias muito respeito, porque se o brasil parasse de visitar o outro pais e fazer compras , eles morreriam de fome , e mesmo assim ainda nos tratam mal
 
luiz fernandes em 13/04/2011 11:23:48
Isso ai Mario Parabéns pelo seu comentario onde esta a Justiça em MS sumiuuuuuuuuuuuuuuuu......................
 
carlos em 13/04/2011 11:07:58
Parabéns, Leonardo, temos que erradicar de uma vez por todas as ainda estúpidas tentativas de se implantar ditaduras em nosso continente ou em qualquer lugar do mundo. Não nos esqueçamos que esse "ditadorzinho" tinha total apoio do nosso ex-presidente "molusco da Silva".
 
Frederico Lobato em 13/04/2011 10:35:19
OAB é fachada... tirando a caixa dos advogados o resto é fachada... O pessoal faz barulho em época de eleições e tal, mas depois não muda em nada a OAB é sindicato de uma classe e ponto...
 
Caio Junior em 13/04/2011 08:49:42
Há muito tempo que não via a OAB/MS envolvida com os grandes problemas da advocacia. Não votei no Dr. Leonardo, mas vejo que ele se superou e me surpreendeu. É sério e não fica se expondo com aleivosias. Siga em frente. É por aí que se vence!
 
Genivaldo Antunes Filho em 13/04/2011 06:03:05
Como advogada fico feliz em saber que o atual Presidente está envolvido com problemas jurídicos.Se foi convidado a ir a Bolívia é prova de sua importância para o país vizinho. Melhor do que ficar se auto-promovendo para ser deputado federal às custas da anuidade dos advogados.
 
Daniele Borges Miranda em 13/04/2011 05:34:53
Acho que alguns colegas ou cidadãos comuns estão confundindo OAB com Minitério Público. O que a OAB tinha que fazer em relação às denúncias, ela já fez. O que não dá é para exigir que OAB/MS extrapole sua competência. OAB não investiga e não julga! Aliás, se tem uma gestão voltada para o advogado é a atual. Ser convidado como observador de julgamento em outro país não é pra qualquer um. Tem que ter peso e credibilidade, por isso nosso Presidente Leonardo foi convidado.
 
Vera Antonia Sagres em 13/04/2011 05:25:47
Parabéns à OAB/MS e ao Sr. Presidente Leonardo.
Há muito tempo que a OAB/MS carecia de um Presidente preocupado com a classe. O Dr. Leonardo veio para resgatar a OAB/MS e os advogados. Está conseguindo. Não podemos nos esquecer dos que usaram e abusaram da instituição para se auto-promoverem e virar Deputado Federal às custas da advocacia. A presença do Presiente da OAB/MS Leonardo na Bolívia prova o quanto ele e a nossa insituição ganharam respeito e notoriedade. Quem tem peso moral e importância é sempre chamado aos grandfes desafios. Parabéns presidente Leonardo e OAB/MS!!!!
 
Marcus Vinicius em 13/04/2011 05:19:01
Campo Grande 13-04

è lamentavel como a imprença brasileira não divulgou o caso dos terroristas ungarros boliovianos e que inclusive fizeram atos terroristas em santa Cruz e ja comprovado o envolvimentos do comite civico de santa cruz onde seos principais dirigentes estão foragidos do pais e agora o presidente da OAB se da de tomar parte de um problema grave de outro pais e que exigem ações contundentes para acabar com estas ações e ja tomando partido de quem efendeo os terroristas e um deles é o maior empresario de santa Cruz e desde o anos passado esta comprovado que o comite financiou as açoes terroristas e ademais só foi possivel descobrir por causa de um destes terrorristas de dado uma entrevista a uma revista ungara dizendo que iria fazer esta ação e caso ele tivesse problemas deveria divulgar e esta entrevista foi a principal prova dos atos terroristas que este juiz refugiado no Brasil quer defender e pousar de democratico
 
Egidio Brunetto em 13/04/2011 03:47:35
O Senhor Presidente da OAB, que é um bom homem e um brilhante estudioso, infelizmente, teve o que merecia pois se esquece de dizer que o Juiz Boliviano Luis Hernando Tapia Pachi é acusado por centenas de lideranças indígenas daquele país de crimes de genocídio, de prisões ilegais, tortura, e o uso do Poder Judiciário a serviço de fazendeiros brasileiros invasores de terras indígenas.
Ao defender um bandido, não poderia se esquecer que o problema de outros países são deles e não nossos... Não deveria se meter com aquilo que não compreende por completo... Ao invés de visitar parlamentares bolivianos, vá fazer uma visita às comunidades indígenas e camponesas da região onde este Juiz atuou para ouvir o que eles acham deste senhor.
Aliás, no Brasil estamos longe de estar em uma "democracia". Basta ver que a democracia ainda é apenas para os ricos.
Que liberdade é essa de poder escolher os seus representantes e continuar passando fome, saúde precária, educação precária, etc...
 
Janice Oliga em 13/04/2011 03:42:10
Temos poucos problemas aqui para o Presidente da OAB se preocupar com a Bolívia né? Cadê que o fórum iria retornar o horário integral? Cadê a rapidez dos processos prometida na campanha? Cadê a melhora dos honorários advocatícios?
Enganação ...
 
CELSO ROBERTO em 13/04/2011 02:58:50
Muita sujeira na nossa casa para estarmos preocupados com a casa dos outros................
 
Celso Alves em 13/04/2011 01:43:18
Não sei onde o povo boliviano andava com a cabeça,em pleno seculo vinte um, votar em uma pessoa que representa atraso na historia.Um ditador que usou as urnas para se eleger.Por que não seguem os exemplos dos Arabes que estão colocando os ditadores para fora do poder.
 
Luis Mário em 12/04/2011 07:43:24
VAMOS CUIDAR PRIMEIRO DOS NOSSOS.......AFFF....
 
GILMAR CANDIDO em 12/04/2011 06:51:00
Em vez de cuidar do problema dos vizinhos, era bom o nobre presidente reparar na trave diante dos próprios olhos: as denúncias de corrupção que envolvem quase toda a classe política de nosso estado. E aí, cadê o Fórum MS pela Ética, ficou só na conversa?
 
Mario Gonçalves em 12/04/2011 06:39:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions