A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

20/07/2009 11:09

Preso diz que não sabia que assalto era ao prefeito

Redação

Um dos presos pelo assalto à casa de Nelsinho Trad (PMDB) disse que não sabia que a vítima seria o prefeito de Campo Grande.

Preso em Corumbá no último dia 17, Silvio Cezar Gonçalves Dutra, conhecido como Negão, foi transferido para o Garras, na Capital, onde disse que foi contratado para chamar outros bandidos para um assalto à casa de um fiscal de renda.

Segundo o Garras, Silvio falou que foi contratado pelo empresário Moacir Santos Zanúncio, 49 anos. O empresário disse a ele que precisava de algumas pessoas para fazer um serviço na casa de um fiscal de renda.

Conforme declarações de Silvio ao Garras, Moacir disse que havia sido lesado pelo fiscal e por isso precisava desse serviço, e que havia muito dinheiro na casa dele.

Silvio então contratou os executores, que invadiram a casa do prefeito. Ele disse que só ficou sabendo que a vítima era Nelsinho, quando chegou ao local.

Silvio falou ainda que outro envolvido ao assalto na casa do prefeito, Marcos Ferreira Carvalho, o Barriga, foi preso pela polícia boliviana, fato que está sendo investigado. Continua foragido Marcos Roberto Marques, o Marcão.

Também estão presos Paulo Henrique da Silva, 23 anos, o empresário Moacir acusado de ter organizado o roubo, Deivison Silva Trajano, o Dede, 18 anos, Anderson Ferreira dos Santos, o Pepe, 24 anos e um adolescente. O Garras deu por encerradas as investigações.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions