ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 15º

Cidades

Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN

Por Nyelder Rodrigues | 15/12/2017 22:22

Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por matarem um agente penitenciário federal em Mossoró (RN). Todos os quatro estavam soltos e foram presos depois do crime. Três estão no sistema penal federal, e outro no estadual.

Ao todo, 150 agentes de segurança - PM, PRF, PF, entre outras - fizeram a escolta e segurança do local do julgamento, o tribunal da Justiça Federal em Mossoró. A escolta foi feita por 30 agentes, sendo 10 deles de Campo Grande.

Cinco agentes da Capital fizeram a custódia do detido aqui - qual deles não é revelado por motivo de segurança. Outros cinco agente de Catanduvas (PR) e Porto Velho (RO) também trabalharam na ação.

O julgamento começou na quinta e foi interrompido, sendo retornado nesta sexta. Os réus são Expedito Luís de Carvalho, o Luizinho, Emerson Ricardo Cãndido de Moraes, o Magão, Luciedson Soares de Silva, conhecido como Pirrola, e Antônio Vieira Ribeiro Júnior, chamado de Juninho Queimado.

Expedito Luís confessou o crime e deu detalhes de como aconteceu a ação, mas explicou que não sabia que a vítima, Lucas Barbosa, natural do Piauí, era um agente federal. Os quatro foram condenados a penas que variam de 29 a 33 anos.