A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Abril de 2018

15/12/2017 22:22

Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN

Nyelder Rodrigues

Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por matarem um agente penitenciário federal em Mossoró (RN). Todos os quatro estavam soltos e foram presos depois do crime. Três estão no sistema penal federal, e outro no estadual.

Ao todo, 150 agentes de segurança - PM, PRF, PF, entre outras - fizeram a escolta e segurança do local do julgamento, o tribunal da Justiça Federal em Mossoró. A escolta foi feita por 30 agentes, sendo 10 deles de Campo Grande.

Cinco agentes da Capital fizeram a custódia do detido aqui - qual deles não é revelado por motivo de segurança. Outros cinco agente de Catanduvas (PR) e Porto Velho (RO) também trabalharam na ação.

O julgamento começou na quinta e foi interrompido, sendo retornado nesta sexta. Os réus são Expedito Luís de Carvalho, o Luizinho, Emerson Ricardo Cãndido de Moraes, o Magão, Luciedson Soares de Silva, conhecido como Pirrola, e Antônio Vieira Ribeiro Júnior, chamado de Juninho Queimado.

Expedito Luís confessou o crime e deu detalhes de como aconteceu a ação, mas explicou que não sabia que a vítima, Lucas Barbosa, natural do Piauí, era um agente federal. Os quatro foram condenados a penas que variam de 29 a 33 anos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions