A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/03/2009 09:50

Professores da rede particular não aceitam aumento de 3%

Redação

Os professores e funcionários de escolas particulares não aceitaram o aumento de 3% proposto pelo sindicato patronal na primeira rodada de negociações da categoria. Eles reivindicam reajuste salarial de 10%.

Após a oferta, o Sintrae (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino) de Mato Grosso do Sul acusou os proprietários de escolas particulares de 'tirar proveito' da crise.

O presidente do sindicato, Ricardo Martinez Froes, afirmou ainda que a justificativa da crise não é válida para tratar do assunto, pois o problema não afetou esse setor da economia.

A próxima rodada de negociações está marcada para o dia 8 de abril, na sede do Sindicato Patronal.

Além do reajuste de 10% nos salários, os professores e funcionários querem um piso de R$ 560,00, valor 20% superior ao salário mínimo. Eles reivindicam ainda adicional de especialização e tempo remunerado para o planejamento das aulas.

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions