A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

25/03/2009 15:28

Professores de escolas particulares pedem 10% de aumento

Redação

Professores e funcionários de estabelecimentos de ensino particular de Mato Grosso do Sul querem 10% de reajuste salarial e um piso de R$ 560.

O assunto será debatido amanhã entre o Sintrae/MS (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Mato Grosso do Sul)e a classe patronal.

O encontro será na sede do Sinepe/MS (sindicato patronal), segundo informou Ricardo Martinez Froes, presidente do Sintrae.

Ele esclareceu que os 10% cobrem os 6.25% da inflação acumulada nos últimos 12 meses, calculada pelo INPC. Também cobrem outras perdas que a categoria teve nos últimos anos.

Já o piso de R$ 560, segundo Froes, equivale a 20% a mais que o salário mínimo nacional, estabelecido em R$ 465.

"Estamos reivindicando um percentual maior para o piso uma vez que ele acabou se igualando ao mínimo vigente no País. Ou seja, ficamos sem piso", comentou.

O presidente do Sintrae/MS esclareceu também que essa negociação é válida somente para os professores e funcionários de escolas particulares de Campo Grande e das regiões Norte e Nordeste do Estado.

Ricardo Froes informou ainda que além desses percentuais de reajuste salarial, o Sintrae vai propor também o avanço em algumas cláusulas sociais para serem inseridas nessa Convenção Coletiva de Trabalho, cuja data base é 1º de março.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions