A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

18/08/2010 12:50

Protesto de mulher vestida de palhaça dura 30 horas

Redação

O protesto silencioso e pacífico da cabeleireira Edna Lima Bronze, de 33 anos, que está acorrentada à grade do Hospital Regional já dura 30 horas. A mulher acorrentou-se às 8 horas de ontem e não tem previsão de abandonar sua reivindicação pela melhoria da saúde pública.

"Só saio daqui quando tiver um compromisso real de que as coisas vão melhorar. Eles até tentaram me tirar daqui com promessas, mas isso é só para não deixar a coisa mais feia", disse Edna ao Campo Grande News.

Segundo a mulher, uma equipe de assistentes sociais enviada pela direção do HR tentou convencê-la a interromper o protesto. "Se eu parar com isso sem ter a certeza de que vai melhorar, não vou ficar satisfeita. Eles podem resolver um problema agora, mas quando eu precisar de novo da saúde pública vou precisar dormir na fila para marcar consulta", complementa a cabeleireira.

A equipe do hospital ofereceu cirurgia plástica para reparar os danos causados por um procedimento mal-feito, que deixou uma grande cicatriz no abdômen de Edna. "Não resolve o problema", pontua a protestante.

Jeitinho

Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions