A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

24/02/2011 09:26

Puccinelli determina alterações em medidas da Sejusp que revoltaram PM´s

Marta Ferreira

A pedido do governador André Puccinelli (PMDB), vão ser feitas alterações nas resoluções baixadas pela Sejusp esta semana estabelecendo regras para o trabalho da Polícia Militar, e que provocaram revolta na tropa, por serem consideradas restritivas ao trabalho da Corporação. O Campo Grande News apurou que as principais alterações devem em dois dos pontos mais polêmicos das resoluções.

O assunto foi tratado ontem à noite em uma reunião entre o governador, o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, e o comandante da PM, coronel Carlos Alberto David.

A primeira mudança é na resolução que trata da entrega de presos, determinando que seja feita apenas a um delegado de Polícia Civil. Quanto a esse ponto, não há discórdia, pois se trata da previsão legal, embora as associações do PM afirmem que a determinação vai atravancar o trabalho da Corporação, por falta de estrutura nas delegacias, uma vez que, em Campo Grande, por exemplo, só há plantão em duas unidades à noite.

A polêmica maior surgiu porque texto publicado na terça-feira determina que os presos em flagrante serão entregues ao delegado responsável sem a confecção de boletim de ocorrência da Polícia Militar, trâmite que, conforme a determinação, só seria feito após o flagrante ser lavrado pelo delegado, conforme a avaliação dele a respeito do caso.

A resolução resgata, inclusive, o boletim manuscrito da PM, em desuso há vários anos, procedimento que deveria ser feito após a confecção do flagrante pela Polícia Civil.

A outra alteração deve ser feita na resolução que vedou ao Serviço de Inteligência da Polícia Militar, a chamada PM2, a atuação em crimes fora do âmbito militar.

Segundo a reportagem apurou, uma nova redação será feita permitindo que os serviços de inteligência continuem, sob argumento de que são importantes para municiar o trabalho da PM na prevenção a crimes.

Neste caso, foi apontado pela PM um erro formal na resolução da Sejusp, ao tratrar o trabalho do Serviço de Inteligência como “investigação”.

A Corporação defende que não faz investigação, trabalho que é exclusivo da Polícia Civil em relação aos crimes estaduais, mas que apenas usa o Serviço de Inteligência para se abastecer de informações na tomada de decisões sobre o policiamento e que, como conseqüência, crimes acabam sendo desvendados.

Não foi definido ainda um prazo para que as novas resoluções sejam publicadas.



Em respeito aos nossos Policiais Militares e Civis que tombaram em defesa da sociedade deste Estado, respeitem as instituições Policiais, parem com comentarios negativos. A Policia Militar e a Policia Civil estão acima dos interesses pessoais, bem como muito acima de egos exarcebados. Para o povo não interessa o brasão ou o poder do cargo, apenas almejam o cumprimento do nossso dever, bem como que o Estado lhes proporcione segurança e para isto recolhem seus tributos.
 
Reinaldo Ferreira dos Santos em 25/02/2011 12:38:06
E eu pergunto, o que é serviço policial militar no MS e qual será em Brasilia?
é apenas um exemplo de quantos policiais militares estão fora do policiamento ostensivo, isso sem falar que os oficiais médicos, dentistas e a policlínica da PM não atendem a população.
a PM tem que se modernizar, é tanto cacique para mandar em um único índio, eu gostaria de saber qual é o beneficio que a população tem com este numero infindável de patentes oficias ou é apenas para ser o espelho do exercito na esfera estadual?
no diário oficial de hoje saiu esta portaria:
PORTARIA “P” 143/DP-1/DP/PMMS, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2011
O COMANDANTE DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE MATO GROSSO
DO SUL, no uso das atribuições que lhe confere o Art 1º do Decreto nº 1148, de 13 Jul
81, c/c Art 6º § 1º, letra “a”, do Decreto nº 1.093, de 12 Jun 81,
R E S O L V E :
Agregar a Maj QOPM FRANCIS HELEN DORNELAS – Mat 206084-1, por ter
passado à disposição da Subsecretaria de Representação do Estado no Distrito
Federal – SEGOV/DF, conforme publicado no Diário Oficial nº 7891, de 17 Fev 11, fins
de prestar serviços de natureza Policial Militar, com fulcro no artigo 76, § 1º, alínea “a”
da Lei Complementar n.º 53, de 30 de agosto de 1990 (Estatuto da PMMS), no período
de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2011.
CARLOS ALBERTO DAVID DOS SANTOS - Cel QOPM
Comandante Geral da PMMS
Mat. 200.102-01
 
Raimundo Nonato em 25/02/2011 04:55:24
Senhores, eu, tanto como cidadão como Policial, fico contente quando o bem vence o mal, seja através de Polícia Civil, Militar, Federal, Rodoviária Federal, Rodoviária Estadual, Gaeco, Bope, Garras, Exército, Dof e até mesmo quando meliantes são detidos pela própria população. O resto Senhores acreditem é mera vaidade.
 
EDSON SILVA em 25/02/2011 04:52:49
É triste ler alguns comentários postados aqui. Com certeza partem de pessoas que não fazem a menor idéia de como é o serviço da PM e da PC, não imaginam as condições de trabalho, as restrições de materiais diversos, o sistema SIGO que "trava" o tempo todo, sem falar na defasagem salarial que as duas categorias enfrentam. Dentro do possível, as duas instituições têm feito seu trabalho e atendido a população. Propaganda mostrando entrega de viaturas, armamentos e policiais fazendo o policiamento a pé na área central fica linda na TV e nos panfletos, mas até onde isso atende as necessidades dos policiais? Há uma necessidade gritante de efetivo nos batalhões e nas delegacias (a impressão que temos é que para cada 500 soldados formados, somem 600 dos antigos das unidades e assim tbém deve ser na PC).
 
Gleice Antunes em 25/02/2011 02:23:30
PARABÉNS JOSÉ EDUARDO COSTA!
você foi o UNICO PC que demonstrou coragem ao postar a realidade sofrida pela qual vocês passam! Eu sou PM e trabalho no interior, e aqui as duas policias estaduais são unidas, com um ou outro desacerto as vezes, mas unidas! Fico pensando nos companheiros ai, policiais civis, que entram para a instituição para trabalhar mas são amarrados pelo sistema. Vocês também estão sendo cerceados do direito e do dever, ao ter que fazer vigia a prédios e fazer serviço de carceragem. Você foi ao ponto, sem tirar nem por, por isso eu o parabenizo. Tomara que o governo acorde e veja que está mal assessorado, mal informado e muito mal servido na maioria das secretarias!
 
Lucas Phelipe em 24/02/2011 12:53:29
Nosso secretário de segurança deu um tiro pela culatra, quis agradar parte da segurança pública (uma minoria diga-se de passagem) e acabou assinando seu atestado de incompetência, junto com a sua possível demissão. Esse episódio assinala a ingerência, a incoerência, a falta de comunicação, a falta de entendimento pela qual passa a nossa segurança pública . O secretário tem que ser alguém neutro, para que não aja corporativismos como o que ocorreu. O Governador que tem a fama de pulso firme, de nunca voltar atrás nas suas decisões teve que abrir mão neste caso, foi inteligente a sua decisão. São aproximadamente 8 mil Pms em nosso Estado, somos voz e fizemos valer a maioria.Vamos esperar a nova publicação no D.O.E.
 
andré dias em 24/02/2011 12:39:27
Tempos atrás na DEPAC da Antonio M. Coelho. um militar pediu pra usar o computador da depac para fazer um BO e quando mal começou, chegou um delegado extremamente arrogante e disse ao miliciano(VOCÊ VAI SAIR DESTE COMPUTADOR OU VOU TER QUE MANDAR TIRA-LO), e é o que ocorrerá doravante graças ao s° secretário jacinto.
 
maria da silva ferreira em 24/02/2011 12:05:44
Duvido que o texto, pessimamente redigido, acima, (posta às 10h23,de 24.2.2011) com o título MEA CULPA, seja de policial civil. Duvido. Isso é coisa da PM pilhando a gloriosa PCMS. Vamos passar a digitalizar os OPM (ocorrência da PM) e publicar na internet. A população vai mijar de rir da ortografia e falta de sentido do texto. Os delegados jogam fora no ato e passam a ouvir o militares. Eles sabem que isto que estou falando é verdade. Na PCMS temos investigadores com Mestrado, professores, etc.
A PM quer investigar? Comece com o "caso motel", que tem PMs envolvidos... depois passem a investigar o desaparecimento dos dois adolescentes no bairro Nova Lima. Investiguem! Por que será que levam presos e objetos apreendidos para os pelotões?!?! Hã??? Pensem bem... ;) Com dois neurônios já dá pra desconfiar...
DOUTOR ANDRÉ PUCCINELI, FAÇA CUMPRIR A LEI. CADA MACACO NO SEU GALHO.
 
Antonio Joao da Silva Zeuss em 24/02/2011 11:14:41
Qto retrocesso...BO manuscrito, qdo o ideal era que todas as viaturas tivessem um netbook para lavrar os BO's on line.

E depois, quem pensa essas alterações certamente nunca esteve numa delegacia de polícia à noite e vivenciou o péssimo atendimento (no sentido de moroso) que lá se processa.

Só temos a lamentar!!
 
Leize Demétrio da Silva em 24/02/2011 10:35:08
Mea culpa.
O art. 144, CF prevê atribuições de todas as 05 polícias existentes no Brasil, qualquer alfabetizado poderá ler o que na CF consta. Sou policial civil e neste exato momento nem delegado, nem escrivão, nem papiloscopista estão na delegacia, são 09h da manhã, tem pessoas para serem intimadas, outras querem fazer identidade e por aí vai. Minha função é atender as pessoas que aqui veem por motivos diversos. De vez quando vou à rua entregar ofícios no Fórum, na DRP e realizar a tão prazerosa função administrativa de office boy. Quando prestei concurso era para investigar, prender pessoas e outras coisas. No entanto se nesse momento sair da delegacia e o telefone tocar não terá ninguém para atender, não terá ninguém para registrar boletim de ocorrência de extravio ou qualquer coisa. Para o que faço atualmente ganho muito bem, há quase 06 anos estou na 3º Classe, estou longe do palácio da Diretoria, vou lá umas duas vezes por ano buscar meia dúzia de munições e se tiver pneus para viatura, pois entregar ofícios e avisar família de presos, isso gasta combustível e pneu. Graças ao bom Deus não é necessário mais alimentar os presos, só de vez em quando. A ESCALA AQUI É BOA, TRABALHASSE 12H E FOLGA 24H, NOS FINAIS DE SEMANA TRABALHASSE 24H E FOLGASSE 24H. A POPULAÇÃO NÃO RECLAMA MUITO, POIS NA VERDADE NÃO ESPERA QUE SOLUCIONEMOS OS PROBLEMAS DELA, FICANDO CONTENTE SE PUDER VIR À DELEGACIA E PELO MENOS SER ATENDIDA BEM EM MENOS DE 15 MINUTOS DE ESPERA. SER PC NO MS EM BOA PARTE É SER FUNCIONÁRIO ADMINISTRATIVO E AGENTE PATRIMONIAL QUE O DIGA OS POLICIAIS CIVIS DA DGPC, INVESTIGAÇÃO NA PC É DESVIO DE CARGO, se a PM quer fazer e tem efetivo para isso será ótimo para a população. Aqui onde estou o relacionamento com os milicianos (PM) é muito bom e não será uma briga pelo poder da alta cúpula das duas instituições que irá desfazer este bom relacionamento com meus colegas PMs, que quando preciso realizar a atividade fim de proteger a população são os primeiros a quem posso contar, aqui no fim do mundo as coisas são diferentes da visão dos palacianos da capital, pode falta tudo, menos vontade de trabalhar por mais burocrático que seja o serviço. A vtr preta está com os pneus carecas. FALTA EFETIVO E MELHOR REMUNERAÇÃO, mas nem por isso o trabalho é cessado. O QUE DEVERIA SER TRATADO REALMENTE NÃO É FALADO, COMO INSTITUIR OS CARGOS DE CHEFIA NA PC, 20% DE AUMENTO RELATIVO À CLASSE SUBSTITUTA, ENTREGA DAS CADEIAS A AGEPEN, funcionamento sem travamento do SIGO, na verdade nada disso é necessário, pois apenas entrego ofícios. UMA DICA PARA POLICIAIS CIVIS E MILITARES QUEREM INVESTIGAR, VÃO PARA A PF, LÁ TEM ADMINISTRATIVO, E A ATIVIDADE FIM É DESENVOLVIDA ATÉ MESMO CONTRA DELEGADOS E OFICIAIS PMS, que o diga os que foram presos recentemente no RJ. Servir e proteger aos trancos e barrancos. O governo não aguentou a pressão.
 
José Eduardo Costa em 24/02/2011 10:23:47
PARABÉNS Á PM,MAIS UMA VEZ DEMONSTRARAM SEU "PODERIO",bastam alguns "blá,blá,blá" e ja conseguem revirar tudo.Tudo por uma questão de "QUEM TRABALHA MAIS"......O POVO SABE........,mas o EGO deixa de lado ás estatisticas.Não sei o porque da pessoa presa ser levado para batalhões e ou quartéis de PM,só para fazerem os tais BO`s???seria o caso da PrópriA Policia Civil,pedirem algum lugar na delelgacia mesmo para serrem feitos isso,com mais computadores(para não ter reclamação)mais estrutura e mais delelgados,isso sim é verdadeja vi numa reportagem até 8 carros de policia em frente de delegacias e nada de delegado,os horarios teriam que ser cumpridos,parece até "banco",vc chega ás 15:59,já fecharam ás portas,mas ATENDEM TODOS QUE ESTÃO LA DENTRO,ja pensou se o caixa dissese,espera amanhã,o outro caixa vai te atender::::??então só assim acabaria esta "guerrinha"que só sai perdendo a população,por estarem no meio de "milindros",pois o que reaalmente querem,dos dois lados são STATUS,MIDIA e CONFETES.
 
Ricardo Lemos Terra em 24/02/2011 10:00:48
Quanto a investigação pela PM, sabemos que são usados muitos homens para tal fim e fica o policiamento preventivo prejudicado. O importante é empregar todo efetivo para que o crime nao aconteça, e se acontecer, ai sim a Polícia Civil passa a investigar. O certo era prover a Polícia Civil de maior efetivo e enquanto isso não ocorre, porque não deixar esses PM/INVESTIGADORES à disposição da Polícia Civil para que aí sim de um colorário de legalidade, com acompanhamento de um Delegado de Polícia que poderá adotar as medidas legais junto ao Polícia Judiciário??
 
Dorival Minatel em 24/02/2011 09:57:32
Não demora muito,será estipulado zoneamento para roubos,assaltos,arrombamentos e estupros,homicídios,etc. Hoje,no bairro tal,amanhã,na região tal,semana que vem,na saída para tal cidade.Para onde vamos,hein?
 
Ronaldo Ancél Alves em 24/02/2011 09:48:08
infelizmente essas medidas parece que são feitas por pessoas q qerem atrasar o serviço da policia parece que qerem sempre inventar uma maneira d atrapalhar a policia e ajudar o bandido, pois enquanto a pm perde tempo na porta da delegacia esperando o delegado por horas os bandidos estão livres para cometer todos os tipos de barbaries.fui em bonito recentemente e durante a noite o plantão na unica delegacia de la conta apenas com um policial civil para atender todas as ocorrencias. por isso digo só apoia uma resolução dessas quem não gosta da policia e é favoravel aos bandidos.
 
donizete canale em 24/02/2011 03:08:28
OAB apoia medida da Sejusp sobre entrega de presos pela PM
A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) divulgou hoje em seu site nota em que apoia a resolução da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) s...
Em nota, associações de PMs pedem a Puccinelli revogação de medidas da Sejusp
Nota divulgada nesta tarde por três associações que representam os policiais militares de Mato Grosso do Sul pede ao governador do Estado, André Pucc...
Policiais civis aprovam resoluções da Secretaria de Segurança
Eles dizem que regras normatizam o que está na leiAo contrário dos policiais militares, os civis aprovaram as resoluções publicadas ontem pela Sejus...
Regras da Sejusp revoltam tropa da PM, que pede revogação das medidas
Duas resoluções da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul) sobre o trabalho da PM (Polícia Militar) baixadas ontem p...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions