A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

31/01/2008 18:18

Queixa sobre cestas pode levar a protestos de sem-terra

Redação

Após realizarem a série de protestos e bloqueios de rodovias em Mato Grosso do Sul para solicitar a permanência de Luiz Carlos Bonelli à frente da Superintendência Regional do Incra, setores ligados aos sem-terra agora ameaçam "fechar" estradas por conta de problemas relacionados à distribuição de cestas básicas aos acampados. O alerta foi dado na tarde desta quinta-feira (31 de janeiro) pelo presidente da CUT/MS, Alexandre Junior Costa, e poderá se concretizar a partir do resultado de uma reunião nesta sexta-feira (1º de fevereiro) na Companhia Nacional de Abastecimento.

Costa discutiu o tema na noite de ontem (quarta-feira, 30) com representantes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária no Estado, a quem apresentou denúncia de que as cestas distribuídas para acampados vieram em menor número. "Seriam 24 mil cestas de 54 kg para o Estado, mas parece que houve um problema com os índios, e o número de cestas caiu para 14 mil. 'Sobraram' dez mil cestas de 27 kg, que é o que querem entregar", afirmou Costa.

Segundo ele, o grupo discutirá às 9h na Conab o destino a ser dado às cestas. Apenas a CUT Rural alega ter direito a 2,4 mil, porém, rejeita o fato de que o conjunto de alimentos a ser entregue seja menor. "Já há acampamentos onde os líderes têm de dividir uma cesta em duas famílias. Vai ficar insustentável", disse, avisando que os sem-terra podem protestar por conta desse problema.

"Se hoje estamos fechando as BRs por causa do Bonelli, amanhã pode ser por estado famélico das nossas famílias", afirmou o presidente da CUT. A reunião na Conab havia sido marcada na semana passada e, segundo ele, não teria ligação com a possível troca de comando do Incra. Porém, Alexandre Costa disse que no encontro, do qual participaram outros líderes de acampamentos e assentamentos da CUT, decidiu-se intensificar a participação nos protestos pela continuidade de Bonelli no órgão.

"Aprovamos no encontro que vamos participar mais das ações. Hoje a CUT dá apenas suporte aos demais movimentos. Também acreditamos que a troca de comando no Incra, independente de quem vier, será ruim para a reforma agrária", finalizou Costa.

O superintendente da Conab no Estado, Alfredo Sérgio Rios, confirma a reunião para esta sexta-feira. Porém, segundo ele, o encontro terá como meta apenas a apresentação do cronograma de distribuição das cestas básicas

Recesso de fim de ano começa nesta semana no Judiciário e Legislativo
Na reta final de 2017, para alguns servidores a "folguinha" das festas começa mais cedo. Em orgãos Estaduais e Federais de Mato Grosso do Sul, tem re...
Curso de instrutor de trânsito do Detran oferece 50 vagas na Capital
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o curso de Formação de Instrutor de Trânsito e...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions