A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

05/02/2008 09:07

Rapaz cai do telhado, não é atendido e caso é denunciado

Redação

Uma denúncia de omissão de socorro foi parar na Polícia ontem à tarde, em Dourados. Edvaldo Ornelas, 26 anos, caiu de uma altura de dois metros quando estava no telhado de casa, em Naviraí e depois de transferido para Dourados nãof foi atendido porque o no hospital de traumas não havia um médico neurologista.

O boletim de ocorrência foi registrado pela médica que acompanhou o paciente, Rejane Sambrana Trelha, de 31 anos. Ela relatou à polícia que ele foi levado pelos bombeiros para o Hospital de Traumas de Dourados, após consulta à Central de Vagas. Porém, ao chegar lá o médico Ervin Eberhart Neto teria informado que ele não poderia ser atendido no local porque não havia médico neurologista de plantão.

O caso gerou controvérsia e polêmica. Segundo informações prestadas pelo enfermeiro Rivelino Gonçalves Nascimento ao Douradosinforma o médico fez anotações alegando que a médica deveria ter ficado no hospital até o momento do atendimento porque é ela a profissional responsável pela vítima.

De acordo com o relatório, o paciente estava inquieto e não queria permanecer no hospital. O enfermeiro informou que, diante da ausência da médica responsável no momento em que o médico teria examinado Edvaldo, ele relatou a situação no boletim para o que o caso fosse levado ao conhecimento do Conselho Regional de Medicina (CRM-MS).

O enfermeiro disse que o HUT não tem condições de receber pacientes como Edvaldo porque não tem neurologista, mas ele disse que estava sendo agendado um exame de tomografia no Hospital Universitário (HU). Há informações, porém, de que no HU o único neurologista estaria viajando. Anteriormente foi informado que o paciente sequer chegou a ser retirado da ambulância. (Com informações do Dourados Informa).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions