A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

06/01/2015 12:06

Reinaldo quer ações para atrair turistas e gerar receita ao Estado

Leonardo Rocha
Governador ressaltou que é preciso organizar setor, para atrair novos turistas para o Estado (Foto: Marcos Ermínio)Governador ressaltou que é preciso organizar setor, para atrair novos turistas para o Estado (Foto: Marcos Ermínio)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que pretende organizar ações e projetos que possam atrair turistas para Mato Grosso do Sul, através das belezas naturais do Estado, com atividades mais estruturadas e planejadas. Ele ressaltou que atrativos como o Pantanal precisam ser melhores explorados pelo governo.

"Temos nossas belezas naturais, fauna, flora, precisamos criar condições para atrair os turistas que poderão vir para o Pantanal, não apenas para pescar, temos 70% desta área (pantaneira), mas precisa de uma organização melhor", ressaltou o tucano.

Reinaldo ainda citou que pode ser diminuir o ICMS do querosene da aviação, que pode gerar novos vôos, trazendo pessoas de diferentes locais do país. "Com estas mudanças, consegumos trazer novos turistas que vão gastar aqui, vão gerar recursos para o Estado".

O tucano destacou que encontrou uma estrutura arcaica e que é preciso fazer mudanças e uma nova organização das atividades. "Por isso precisamos fazer o recadastramento dos servidores, diminuir os comissionados para valorizar os efetivos, ter recursos para fazer os investimentos necessários".

Ele lembrou ações do atual diretor-presidente da Fundtur (Fundação de Turismo de MS), Nelson Cintra, quando este era prefeito de Porto Murtinho. "O Nelson recuperou turistas em seu município, realizando festas e ações culturais". Reinaldo conversou com os servidores desta área, durante esta manhã (06), no Memorial da Cultura, na área central da cidade.

Temer veta projeto sobre negociação coletiva no serviço público
O presidente Michel Temer vetou integralmente o Projeto de Lei nº 3.831/15, aprovado pelo Congresso Nacional, que estabelecia normas para a negociaçã...
UFMS divulga edital do vestibular para ingresso em cursos de graduação
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) divulgou, nesta segunda-feira (18), edital do processo seletivo do vestibular para ingresso em cu...
Aplicativo enviará à CGU denúncias de agressão e discriminação a pessoas LGBTI+
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União recebe, a partir de hoje (18), denúncias feitas pelo aplicativo TODXS, relativas à discr...


A ideia é louvável, mas essas ações também devem estar acompanhadas de infraestrutura adequada. Um exemplo é Bonito, cuja principal rodovia que dá acesso à cidade (MS-382, via Guia Lopes da Laguna) mais parece uma colcha de retalhos e entrando na cidade os buracos tomam conta da pista. Outras cidades ditas "turísticas", como Jardim, Porto Murtinho, Bodoquena, Aquidauana, Miranda e Corumbá, por exemplo, têm meia dúzia de ruas asfaltadas, com iluminação, segurança e saúde públicas quase inexistentes. Sem contar que sinal de celular ou internet são lendas. Atrair turistas para gerar receita é um bom caminho, mas é preciso estruturar bem nossas atrações turísticas para que MS não passe vergonha e os turistas queiram voltar, trazendo outros consigo.
 
Daniel em 06/01/2015 13:13:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions