A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/09/2009 15:10

Residencial oferece casa

Redação

Com as 588 casas da primeira fase vendidas, o residencial Villagio Parati oferece imóveis a quase R$ 2 mil o metro quadrado. São residências de 41,08 metros quadrados, ao preço de R$ 80.800,00. O residencial é localizado na Rua da Divisão, 1087, Bairro Parati, a cerca de 7 quilômetros do Centro.

Quando se divide o valor total, pela área construída, o resultado é de R$ 1.966,89 o metro, valor acima, por exemplo, de imóveis na área mais cotada de Campo Grande, a Chácara Cachoeira.

Na região do Shopping, por exemplo, um imóvel de 106 m² sai por R$ 180 mil, cerca de R$ 1,6 mil o m², mais barato que no Parati.

Embora os folders da construtora Goldfarb já anunciem que as casas do Villagio Parati serão financiados pela CEF (Caixa Econômica Federal), a liberação do financiamento será analisada esta semana. Segundo a assessoria de imprensa da CEF, a empresa está apta a operar com a Caixa, no entanto, a instituição financeira só pode financiar o valor de avaliação de garantia, ou seja, se o valor total for compatível com o mercado imobiliário.

Na propaganda, veiculada também na televisão, a construtora anuncia subsídio de até R$ 17 mil, que pode ser conseguido por meio do programa do Governo Federal, Minha Casa Minha Vida. Somente pessoas com renda mensal entre três e dez salários mínimos e que não tenham imóveis em seu nome podem ser beneficiadas.

Com o apoio do Governo Federal, a família acaba pagando R$ 63,8 mil pelo imóvel, mas quem paga os R$ 17 mil restantes é o caixa público, com repasse do subsídio pela CEF à construtora.

Todo empreendimento conta com 2.268 casas e a construção é dividida em quatro fases. A primeira delas teve as 588 unidades vendidas nos primeiros quinze dias, segundo o gerente do plantão de vendas, Romildo Brito.

A segunda fase começou a ser comercializada na semana passada e disponibiliza 538 imóveis. As outras duas fases são consideradas sequenciais e devem começar a ser vendidas apenas quando a venda da segunda etapa estiver concluída.

A construtora oferece imóveis de dois e três quartos, com condições diferenciadas para cada um deles. O de dois dormitórios tem 41,08 metros quadrados e o de três conta com espaço de 51,76 metros.

Questionado sobre o tamanho das residências, Brito explica que as casas foram construídas para "tirar as famílias do aluguel" e se fossem maiores, custariam mais caro.

Brito garante que a Golbfarb é a maior parceria da CEF na execução do Programa Minha Casa Minha Vida e ressalta que o tamanho dos empreendimentos feitos pela empresa varia de acordo com as regiões do País.

Para compensar o tamanho das residências feitas na Capital, a construtora oferece como atrativos praça de "lazer completo", com quadras poliesportivas e praças, dentro de um condomínio fechado.

Brito destaca que o preço dos imóveis não é destinado às classes baixas. As casas maiores, de 51,78 metros quadrados, são oferecidas a R$ 94.800,00. Neste caso, o metro quadrado fica em R$ 1.830,82.

Comparação - Oito casas em um condomínio localizado na região dos quartéis, por exemplo, são comercializadas a R$ 110 mil. São imóveis de 64 metros quadrados, em que cada metro fica em torno de R$ 1718.

No Bairro Nova Lima, casas em condomínio fechado são vendidas a R$ 78 mil. No entanto, a área construída é de 69 metros quadrados.

Já para os que podem investir um pouco mais e desejam morar em uma das regiões mais nobres da cidade, tem como opção casas no Residencial do Parque, localizado nas imediações do Parque dos Poderes. No local, os imóveis de 68 metros quadrados são oferecidos a R$ 177 mil, o que daria cerca de R$ 2.250,00 o metro quadrado da área construída.

Secovi - O presidente do Secovi (Sindicato de Habitação), Marcos Augusto Netto, explica que existem quatro fatores que encarecem a obra: preço do terreno, custo da construção, aqui entram benfeitorias, o acabamento e os encargos tributários. "Construir na Avenida Afonso Pena, por exemplo, é caríssimo", destaca.

No entanto, ele não quis emitir um parecer acerca do valor dos imóveis oferecidos pela Goldfarb.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions