A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

31/01/2015 16:02

Santa Casa nega cesárea, bebê nasce de parto normal e morre após 12 dias

Flávia Lima

Um bebê recém-nascido morreu nesta sexta-feira (30) após ficar 12 dias internado na UTI neonatal da Santa Casa de Campo Grande. A tia do bebê, Vanusa Rodrigues, 38 anos, acredita que a morte foi ocasionada por negligência médica. Ela conta que a mãe da criança, a auxiliar de produção Sueli da Costa Silva, 38, está muito abalada com a morte do bebê, que recebeu o nome de Ana Sofia, e preferiu não dar entrevista.

Vanusa conta que Sueli teve uma gestação tranquila, com acompanhamento médico. Há quase 15 dias ela deu entrada na maternidade das Moreninhas já em trabalho de parto. O médico do hospital percebeu que o parto seria de risco e pediu que ela fosse com urgência para a Santa Casa, já que na CTI do hospital das Moreninhas não está operando.

Ainda segundo Vanusa, o médico que fez o primeiro atendimento verificou que a pressão de Sueli estava muito baixa e que o líquido amniótico estaria apresentando uma cor esverdeada. Ela conta que ele fez um relatório sobre a situação de Sueli, indicando a urgência da cesárea.

Ao chegar na Santa Casa, Sueli apresentou a carta a equipe médica que a atendeu, porém, de acordo com a tia, o médico não viu necessidade da cesárea e insistiu em fazer o parto normal.

Vanusa explica que os médicos precisaram usar um fórceps para retirar o bebê do útero e que a criança teria sido reanimada e encaminhada para a UTI. De acordo com Vanusa, após receber alta, Sueli ia ao hospital todos os dias visitar a criança. Segundo Vanusa, uma médica teria dito que, caso, sobrevivesse, Ana Sofia ficaria com graves sequelas neurológicas.

"Minha sobrinha acreditava que ela iria se recuperar porque ela via a bebê mexer a perninha, mas os médicos diziam que era apenas um reflexo", afirma Vanusa. Apesar da mãe ainda estar muito abalada, Vanusa ressaltou que a família vai denunciar o caso à polícia, além de acionar a Associação das Vítimas de Erro Médico e o Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul.  

A reportagem do Campo Grande News entrou em contato com a assessoria de imprensa da Santa Casa, que confirmou a morte de Ana Sofia na manhã de sexta-feira. A assessoria afirmou que a família do bebê ainda não entrou em contato com a instituição, mas adiantou que o hospital, através da comissão de óbitos, fará todas as investigações necessárias para esclarecer o caso.

Ainda segundo a assessoria, os médicos atuam dentro dos protocolos de segurança e analisam todos os casos e as decisões são tomadas visando a segurança dos pacientes. 

 

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions